A banda Vision Divine retornou ao Brasil no último domingo (1º) para uma apresentação única em São Paulo. O show dos italianos fez parte da turnê de divulgação de mais recente trabalho When All The Heroes Are Dead, lançado 2019.

Os fãs brasileiros puderam conferir pela primeira vez a nova formação do grupo, atualmente com o competente vocalista Ivan Giannini. Grandes clássicos e músicas atuais foram executados durante o show no Carioca Club.

Mas antes da atração principal, três bandas da cena de São Paulo fizeram a abertura do evento: Eve Desire, Ego Absence e Stormsons.

Os trabalhos iniciaram com um pequeno atraso, com a Eve Desire. Com um symphonic metal, a banda que conta com Arya Medeiros no vocal levou músicas autorais com uma forte influência erudita aliada ao power metal.

Com vocal predominantemente lírico e uma parede sonora de peso, o show resultou em uma boa combinação. A apresentação foi um preparativo para o restante da noite.

Em seguida, foi a vez da estreia da banda Ego Abscence nos palcos. Liderada por Raphael Dantas, já conhecido no power metal nacional com passagens por bandas como Andragonia, Perc3ption e participação no Soulspell, o grupo fez uma ótima apresentação, divulgando seu recém lançado trabalho “Serpent’s Tongue”.

Os experientes músicos dominaram o palco e empolgaram o público com suas canções autorais, com destaque para o guitarrista Guto Gabrelon com um belo trabalho instrumental. A resposta do público foi imediata, com aplausos e aprovação

E para fechar as bandas de abertura, sobe ao palco Stormsons. Na estrada desde 2015, o grupo é formado por alguns nomes já conhecidos na cena brasileira como Kadu Pelegrini (Kiara Rocks), Bruno Luiz (Supla) e Henrique Canalle (Supla).

Em uma energética apresentação, grupo mostrou um visceral rock and roll, para a alegria dos fãs presentes, com muita técnica de domínio de palco.

E enfim chegou a hora dos italianos tomarem o palco. O Vision Divine chega arrebentando com Ivan Giannini nos vocais, já mostrando poderosos agudos com “The 26th Machine”, que abre o mais recente álbum do grupo.

Logo de cara percebemos o ótimo entrosamento do sexteto, que atualmente, além de Giannini, conta com o guitarrista e mentor Olaf Thorsen, Federico Puleri (guitarra), Andrea “Tower” Torricini (baixo), Alessio Lucatti (teclado) e Mike Terrana (bateria).

“3 Men Walk on the Moon” dá continuidade ao show e animados, os músicos a executam com maestria. Em seguida, hora de voltar um pouco na carreira com “The Secret Life”, do ótimo álbum “Stream of Consciousness” (2004). Power metal para geral bater cabeça!

É hora de “Now That All the Heroes Are Dead” e “Angel of Revenge”, sendo esta última o bem recebido single de 2019, que foi destacado por Giannini como a primeira canção escrita na nova formação do Vision Divine. É impressionante como o vocalista faz uma performance com maestria, pois esta é uma canção de muitos vocais agudos e puxados. Mas ao vivo ele o faz com perfeição e não difere quase nada da gravação em estúdio. Uma aula de canto.

Hora de relembrar os tempos de Fabio Lione com “Violet Loneliness”. Mais uma ótima execução da banda, com destaque o público cantando junto.

Outro destaque do show foi o ótimo solo de bateria de Mike Terrana. Impressionante como ele, na casa dos 60 anos, demonstra uma grande energia e técnica no instrumento.

A banda retorna com “The Perfect Machine”, faixa título do álbum de 2005, em um momento mais progressivo na história da banda. Ivan Giannini canta perfeitamente e em muitas partes, o vocal ficou bem parecido com de Michele Luppi, o que foi ótimo.

Após a balada “Message to Home” e “Were I God”, a clássica “Send Me An Angel”, uma das melhores da banda, fecha a primeira parte do show, deixando o público com expectativa de um bis.

E atendendo aos pedidos, o Vision Divine retorna com “Identities / Of Light and Darkness”, antes de fechar com “La Vita Fugge”, sem defeitos. Ótimo encerramento.

E o Vision Divine prova mais uma vez porque é uma das melhores bandas da Itália e tem seu nome cravado no power metal. Apresentação impecável, banda entrosada e empolgada com as canções de todas as fases. Com certeza agradou em cheio aos fãs, em mais um grande show em terras brasileiras.

Setlist

Insurgent
The 26th Machine
3 Men Walk on the Moon
The Secret of Life
Now That All the Heroes Are Dead
Angel of Revenge
Violet Loneliness
25th Hour
Drum Solo
The Perfect Machine
Message to Home
Were I God
Send Me an Angel
Encore:
Identities / Of Light and Darkness
(Alessio and Ivan Medley)
La vita fugge