SER FÃ É TUDO DE BOM

Trivium: confira entrevista de Matt Heafy falando sobre “The Sin and the Sentence”

O vocalista do Trivium, Matt Heafy, recentemente foi entrevistado por Owais “Vitek” Nabi e Matthew Powers da Metal Wani, e falou um pouco sobre as inspirações do novo álbum “The Sin and the Sentence“. Você pode ouvir (em inglês) a entrevista abaixo e ler alguns trechos a seguir (transcritos pela blabbermouth.net e traduzidos pela Roadie Metal):

Sobre manter o mistério antes do Trivium lançar o álbum:

Matt: “Nós adoramos gerar uma reação, assim como fizemos no passado e o jeito como todos lidam com isso. Por exemplo, se você olhar pra trás, fizemos o ‘The Crusade‘ (2006), por conta da reação ao ‘Ascendancy‘ (2005), que foi uma reação a todas essas bandas que tocavam um som igual do ‘Ascendancy’, então pensamos em fazer exatamente o oposto. Então fizemos o ‘In Waves‘ (2011), e fizemos tudo exatamente ao contrário, ‘vamos ter um DVD sem platéia, um vídeo clipe sem performance da banda. Vamos fazer totalmente o oposto.’ O mesmo com ‘The Sin and the Sentence’. Anunciamos o álbum de um jeito que as outras bandas não fazem. Não apenas lançar teasers e no fim das contas ter o material verdadeiro. O vídeo clipe veio primeiro, depois a capa, então as pessoas ainda não entendiam o que estava acontecendo. Por isso gostamos disso, gostamos que tudo se torne uma experiência”.

Sobre o processo de escrita para “The Sin And The Sentence”:

Matt: “Indo para este álbum, nós fomos muito críticos com nossa banda, e olhamos para tudo o que fizemos certo e tudo o que fizemos de errado. Falamos com nós mesmos ‘quando que fizemos isso ser melhor? Quando o Trivium fez a música que nós realmente queremos ouvir?’ Por isso nossa música é sempre diferente. Mas nós dissemos ‘quando nós realmente ficamos totalmente focados?’ Nós percebemos que quando focamos no Trivium, é quando fazemos músicas para nós mesmos, e também, quando vamos para a gravação, temos que estar completamente preparados. Com ‘The Sin And The Sentence’, o material estava noventa e nove por cento finalizado e pronto para aí então começarmos a gravar. Então quando você vai gravar, as coisas só melhoram. Quando fizemos ‘Vengeance [Falls]‘ e ‘Silence [In The Snow]‘, embora adoremos esses discos, o objetivo desses registros com o produtor, era concordar em ser flexível. Estar disposto a deixar as músicas evoluírem um pouco mais e não estar tão preparado. E isso é uma coisa que não é habitual do Trivium, que é, na verdade estar completamente preparado. Gostamos de praticar, que é algo que muitas bandas não gostam, mas nós gostamos de praticar tanto individualmente, quanto como banda. Gostamos de estar tão preparados para as coisas que ás vezes chega a ser demais. Fizemos isso com ‘The Sin And The Sentence’ e tivemos certeza de que eu teria todos os vocais memorizados e todas as partes escritas antes que começássemos realmente a gravar. Isso é algo que vive em nós antes de começar a gravar.”

Se “The Sin And The Sentence” apresenta qualquer elemento novo ou inexplorado no som do TRIVIUM:

Matt: “Absolutamente, eu acho que no passado, antes da minha voz ter problemas, antes de eu machucar meu vocal e não saber o que ia acontecer e começar reaprender e tudo mais, antes disso, eu só conseguia gritar, eu só conseguia cantar até certo ponto, eu não podia cantar excessivamente alto. Eu poderia cantar no tom baixo o dia todo, mas quando eu reconstruí minha voz, sinto que eu a melhorei de um modo que eu canto de um jeito que eu nunca havia conseguido antes. Então quando eu reaprendi a gritar novamente, as ferramentas foram ampliadas. Havia um alcance a mais que eu poderia chegar. Esse álbum definitivamente tem as notas mais altas que eu já cantei e algumas mais baixas que eram bem fáceis, e também há muitos gritos. O que acho que é legal neste álbum, é que tem todos os elementos que as pessoas amariam no Trivium, mas em um nível maior, mais evoluído.”

Sobre as influências que a banda incorporou no novo álbum:

Matt: “O legal na nossa banda, é que todos são fãs praticamente das mesmas grandes bandas que todos conhecem, mas nós nos inspiramos em gêneros como o Melodic Death Metal, Death Metal, Black Metal, Música Clássica, coisas fora do Metal. Acho que nesse álbum, você pode ouvir tudo isso. Você pode ouvir todas essas influências que trazemos para o Trivium. Com o Trivium, o que é engraçado é que, com a nossa banda, acho que as pessoas preferem quando podem ter tudo, quando podem ter todas as músicas super-pesadas e as músicas super-limpas e tudo mais em uma única gravação. Enquanto que em ”Vengeance’, ‘Silence’ e ‘The Crusade’, estreitamos para que se tornassem mais condensados em uma visão específica. Mesmo sendo grandes álbuns, eu acho que a excitação é quando temos álbuns como ‘Ascendency’, ‘Shogun‘, ‘In Waves’ e ‘The Sin And The Sentence’, onde eles tem tudo e podem ir de zero a cem e podem puxar todos os elementos e sentimentos entre eles. Isso é muito importante para nós. Isso é algo que você vê mais em Música Clássica, ela tem todos esses sentimentos nela. Isso é algo que eu gostaria de ter, porque tem uma dinâmica muito maior que o Rock, por exemplo. Até mais que o Metal, a música clássica tem um algo a mais”.

The Sind And The Sentence” foi lançado no último dia 20 de Outubro, via Roadrunner Records. O álbum foi gravado com o produtor Josh Wilbur (Lamb Of God, Gojira) em Santa Ana, California, no Hybrid Studios. O novo LP é o primeiro a contar com o baterista Alex Bent, que se juntou a banda ano passado.

Compartilhe:

Tags

Sobre: Marcos Gonçalves

Marcos Gonçalves

Marcos Gonçalves, 25 anos, fã de Metal e suas vertentes. Apaixonado e conhecedor de Metallica, porém acha o Pantera a melhor banda que já existiu. Heavy Metal é seu estilo favorito, mas tem a mente aberta para todas as vertentes. Atualmente trabalha na loja Beco do Disco em Taubaté, SP. A paixão pela música só aumenta e é gratificante poder passar conhecimento à todos.

Você talvez também goste...

Comentários

Vote para Melhores do Ano Nacional Roadie Metal 2017

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!