The Lightbringer of Sweden: Nasce um novo nome do Power Metal.

by Jennifer Kelly

Há muitos anos que a Suécia vem revelando ao mundo do Heavy Metal nomes importantes. Alguns desses tornaram-se gigantes e perduram por décadas. Ao que parece, essa fonte é inesgotável, uma vez que vira e volta surgem nomes para se somarem a essa lista. Um dos mais recentes desta safra atende pelo nome The Lightbringer of Sweden, e traz um Power Metal moderno e vigoroso. O intuito da banda fica presente logo de cara com o lançamento de seu álbum de estreia “Rise of the Beast” (15/07/20, independente), que é escrever definitivamente seu nome na história do Metal.

A banda, que nasceu em 2017, é uma iniciativa do guitarrista Lars Eng, fortemente influenciado por Kai Hansen e Tobias Sammet. Ele é o responsável pelas composições. Um dos destaques é, sem dúvida, o seu vocalista, ninguém menos que o alemão Herbie Langhans, uma das melhores vozes do Heavy Metal, seja cantando Metal Clássico, Hard Rock, Power Metal, um gênio, comparado ao fabuloso Jorn Lande.

Além de Herbie, outro nome de peso é o baixista Johan Bergquist, do Trail of Murder. Além de Lars, Herbie e Johan, completam o time o guitarrista Jonas Andersson e o baterista Tobbe Jonsson.

The Lightbringer of Sweden

O que se pode esperar deste lançamento? Essa redatora que vos escreve diria, sem hesitar, tudo o que se tem no Power Metal, porém em doses cavalares. Tudo aqui soa perfeito, harmonioso, forte. Tem agressividade, mas também os momentos de mais sutileza. Melodias poderosas, refrões grudentos, enfim, falando com sinceridade não parece um álbum de estreia, tamanha a competência do trabalho. Um detalhe curioso é que não se usam teclados. A combinação das duas guitarras é suficiente para criar a atmosfera épica, tradicional do Power Metal.

Vale lembrar que uma possível ideia da criação do nome ligando a banda à Suécia, é que há uma outra banda canadense de nome The Lightbringer.

O álbum traz 10 composições, sendo que 4 delas já foram lançadas como single, sendo “Skeletor” um dos principais destaques da obra. Então, se você aprecia músicas fortes, grandiosas, agressivas, encorpadas e executadas com profissionalismo, não deixe escapar esta oportunidade. “Rise of the Beast” é um dos melhores lançamentos deste ano.

A julgar pelo que foi feito neste álbum de estreia, The Lightbringer of Sweden nasceu grande e vai crescer ainda mais.

The Lightbringer of Sweden – Rise of the Beast
Data de Lançamento: 25/07/2020
Gravadora: Independente


Tracklist:
1. The Moon (01:15)
2. Fallen Angels (04:48)
3. The Beast Inside of Me (05:12)
4. One by One (05:30)
5. Into the Night (04:38)
6. Skeletor (04:33)
7. Lightbringer (03:49)
8. Save Us (05:12)
9. Heaven Has Fallen (05:14)
10. Shadows of the Night (06:03)

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish