Testament: guitarrista Eric Peterson explica sobre a demora em lançar o novo álbum

by José Eduardo Brondi

Em uma nova entrevista ao HeavyMetal.dk, o guitarrista do TESTAMENT, Eric Peterson, foi perguntado por que a banda levou quase quatro anos para lançar o acompanhamento do álbum “Brotherhood Of The Snake” de 2016. Ele respondeu: “Entre as turnês – nós vamos para a Europa três vezes; vamos fazer os Estados Unidos duas vezes; vamos para o Japão; vamos para a América do Sul – isso é, dois ou três anos ou mais. E quando você chega em casa, é tipo ‘Ok, vamos escrever.’ Mas muitas vezes, Alex [Skolnick, guitarra] e Gene [Hoglan, bateria] e Steve [DiGiorgio, baixo], esses caras estão ocupados fazendo outros projetos. E quando chego em casa, eu e Chuck [Billy, vocal] são, tipo, ‘Ok, o que vamos fazer? Vamos começar.’ Então começamos a trabalhar nas coisas. Mas leva provavelmente seis meses apenas para começar. Porque há algumas coisas, vamos ouvir e dizer: ‘Ehhh, tanto faz.’ É meio que não está tão legal. E, de repente, algo clica e, depois que clica, acontece muito rápido. Mas sempre leva um longo tempo para que algo clique. Depois que clica, é , tipo – eu não sei – três, quatro ou cinco meses em que estamos no estúdio. E depois leva dois meses para gravá-lo. A gravadora precisa de três meses para configurá-lo. Talvez não tanto agora, porque eles não estão focando tanto no produto; é mais um tipo de material de streaming. Tudo está mudando com a indústria da música no momento”.

Peterson discutiu as mudanças na maneira como os fãs consomem música na era do streaming e como isso afetou artistas de rock e metal como TESTAMENT.

“As pessoas costumavam ver suas vendas de discos”, disse ele. “E se você observar as vendas de discos de todo mundo, todo mundo está péssimo. Mesmo as bandas que [venderam anteriormente] platina, está produzindo duzentos, trezentos mil discos. Mas, se você olhar para o streaming deles, o streaming está ruim, e acho que a indústria da música está se adaptando a isso. É disso que a banda vale agora – qual é o fluxo deles. Isso é estranho, mas faz sentido, porque é daí que a maioria das pessoas obtém suas informações”.

“O legal do metal é que as pessoas ainda compram discos, especialmente edições especiais em vinil e o que for”, continuou ele. “Mas, no que diz respeito aos CDs, ir a uma loja e comprar um CD – eles se foram. Pelo menos nos Estados Unidos, as pessoas não vão às lojas e olham através dos CDs. Não há mais lojas. É uma merda. Eu odeio isso. Quando eu era criança, eu ia à loja… Era quase como uma loja de skate – é um lugar que você queria sair, porque eles tinham todas as revistas, todas as camisetas, ficava por horas, apenas olhando os discos e qual camisa eu queria comprar. Agora está online. Não é metal. [Risos] Acabei de receber o novo disco do MAYHEM na Amazon. Não consegui encontrá-lo nas lojas, fora três meses para eu receber pelo correio. E recebi pelo correio logo antes de sair em turnê”.

O novo álbum do TESTAMENT, “Titans Of Creation“, será lançado em 3 de abril pela Nuclear Blast. O tão esperado acompanhamento de 2016, “Brotherhood Of The Snake“, foi produzido pelo cantor Chuck Billy e pelo guitarrista Eric Peterson, enquanto Juan Urteaga, da Trident Studios, lidou com a co-produção, gravação e engenharia. Andy Sneap foi responsável pela mixagem e masterização do álbum. Eliran Kantor intensificou-se mais uma vez para criar uma nova obra-prima de arte para a capa deste lançamento.

O TESTAMENT está participando da turnê europeia “The Bay Strikes Back 2020“, que começou em 6 de fevereiro no Amager Bio em Copenhague, na Dinamarca. A jornada, que também conta com EXODUS e DEATH ANGEL, chegarão a 25 cidades antes de terminar em 11 de março em Hannover, Alemanha.

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish