Roadie Metal Entrevista: AIR RAID – Faltando poucos dias para o lançamento de “Across The Line” a banda bate um papo com a gente sobre sua história e o processo de produção deste novo trabalho

 Faltando poucos dias para o lançamento mundial do novo álbum “Across The Line” da banda Air Raid a Roadie Metal bateu um papo com a banda pra saber um pouco de sua história,formação e sobre o processo de gravação do novo trabalho após o hiato de 3 anos desde “Point Of Impact”.

Olá banda, antes de mais nada, obrigado por nos encontrar na Roadie Metal.

 É um prazer poder falar sobre vocês que vem ganhando um grande espaço entre os headbangers aqui no Brasil.

Vamos falar sobre o surgimento da banda,do seu inicio até hoje oito anos mais tarde.

  Quais são as principais mudanças na banda e sua sonoridade desde ‘Night of the Axe’?

ROB – “Olá, é um prazer falar com você Tatianny e a Roadie Metal!

 Bem, depois de “Night Of The Axes”, demitimos Michalis porque era impossível trabalhar com ele de alguma forma. Encontramos Arthur W Andersson mais tarde naquele ano (2013) e seu segundo show foi realmente em Tóquio, Japão.

 Então ele pulou diretamente no fogo com a gente e ficou ótimo. Mais tarde, em 2014, registramos o “Point of Impact” e continuamos com os shows na Europa.

 Depois de alguns meses, nosso guitarrista Johan desistiu por falta de tempo e ambição, então nos contatamos  Magnus Mild. Um grande guitarrista e um cara legal. Após a turnê da Europa no ano passado, Arthur teve que deixar a banda para se concentrar em sua família e filhos.

  Assim seguimos para concluir a programação atual com Fredrik Werner nos vocais. Esta é definitivamente é a formação mais forte musicalmente e no nível de química pessoal.

 A formação é Andreas Johansson em guitarras, Eu (Robin Utbult) no baixo, Magnus Mild nas guitarras, David Hermansson na bateria e Fredrik Werner nos vocais.”

Seu novo álbum já chegou aos ouvidos do público brasileiro, e de fato ele tem sido mencionado aqui como um dos excelentes lançamentos deste ano, embora esperemos o formato físico do trabalho.

Como foi o período de gravação e composição deste novo trabalho “Across The Line” após o hiato desde “Point of Impact”?

ROB – “É muito bom ouvir que o álbum agradou por ai, isso significa muito. Acho que o título do álbum descreve o processo muito bem.

Nós realmente usamos de todas as linhas,mas foi cansativo e desafiador com certeza. Foi um período intenso de escrita por cerca de 10 meses.

Também tivemos que ajustar a música em torno da voz Fredriks para realmente fazer este álbum tão bom quanto possível.

Cada cantor tem o seu ponto de encontro e acho que achamos aquilo em que ele parece melhor.

A maioria das músicas foram escritas por Andreas Johansson (guitarras) com pequenas contribuições minhas e de Magnus Mild (guitarras).

A gravação foi feita por nós mesmos no estúdio Magnus aqui em Gotemburgo e foi suave, apesar de todo o trabalho duro que este álbum significou para nós.

Eu acho que o produto fala por si mesmo com o excelente som que conseguimos e o forte golpe que todas as músicas oferecem.”

Durante muito tempo, foi comentado sobre a morte do heavy metal, ainda mais levando em conta tantas perdas. No entanto, hoje vemos uma nova geração brotando no interior do metal, aparentemente o NWOTHM parece ter vida própria apesar das raízes tradicionais e vocês são indicados como parte.

 Como vocês se sentem como uma referência do estilo renovado?

ROB – “É ótimo que Heavy Metal pareça estar vivo e bem e que há esperança para o futuro.

Quando entrei no Air Raid em 2010, não tinha idéia de que houvesse algum tipo de onda a se referir. Nem Andreas e os outros caras.

Pessoalmente, não sou fã do termo NWOTHM. Eu só quero chamá-lo de Heavy Metal sem qualquer outro rótulo.

Não importa se há uma “onda” ou não, ainda soaríamos o mesmo. É apenas a música que crescemos para desfrutar.

Mas também é bom que mais e mais pessoas apreciem o que fazemos, estamos realmente felizes com isso.”

Novo álbum, nova formação.

 O que os fãs brasileiros podem esperar agora?

ROB – “Como eu disse anteriormente, todos nós sentimos que esta é, de longe, a formação mais forte em um álbum que já apresentamos.

Estou realmente orgulhoso do que conseguimos e não podemos esperar para lançar este álbum e tocar as músicas ao vivo.

O álbum em si é pesado, ainda mais melódico e orientado para guitarra do que nunca, então eu realmente acho que temos a mistura perfeita agora.”

Como está sendo trabalhar com Fredrik Werner?

ROB – “Werner é realmente profissional e é realmente um cara centrado, eficaz no estúdio e ele traz a mesma qualidade para o palco.

Ele tem uma rudeza do Hard Rock em sua voz e isso realmente nos cabe bem, ele está matando nas novas músicas  e nas antigas também.

O homem tem uma voz de monstro e toda a banda soa melhor do que nunca, estamos realmente empolgados para este lançamento e seguimos com os shows na Europa e Japão chegando neste outono.”

Vocês adquiriram muitos fãs aqui no Brasil. Futuros planos para desembarcar por aqui?

ROB – “Estamos muito felizes em ver e ouvir sobre a nossa crescente base de fãs no Brasil, todos vocês parecem ter uma paixão ardente sobre a música e a cena.

Atualmente estamos trabalhando na possibilidade fazer alguns shows fora programação, seria incrivelmente legal tocar no Brasil. Espero que isso possa ser feito num futuro próximo e mas não podemos fazer isso acontecer agora,do nada.”

Agradecemos pela cooperação, sempre esperando que este contato fortaleça os laços entre músicos e público.

  Gostariam de enviar uma mensagem ao público brasileiro?

ROB – “Obrigado por esta entrevista e por questões tão interessantes. Queremos agradecer todos os nossos Raiders ai no Brasil e a energia que vocês nos trazem com todas as ótimas palavras sobre nossa música.

Esperamos que possamos chegar em breve e compartilhar essa energia com todos vocês no palco e na festa! Felicidades!”

Across The Line Tracklist:

1. Hold The Flame
2. Line Of Danger
3. Aiming For The Sky
4. Cold As Ice
5. Entering The Zone Zero
6. Hell And Back
7. Northern Light
8. Raid Or Die
9. Black Dawn

 O lançamento acontecerá no dia 29 de setembro de 2017 simultaneamente na Europa,Ásia e América do Sul pela Kill Again Records.

Formação:

Andreas Johansson: Guitarra
Magnus Mild: Guitarra
Fredrik Werner: Vocal
Robin Utbult: Baixo
David Hermansson: Bateria

Conheça a banda:

Facebook Oficial

 

Compartilhe:

Tags

Sobre: Tatianny Ruiz

Tatianny Ruiz

Tatianny Ruiz, 31 anos, paulistana até o osso, apaixonada por música desde menina, musicista por devoção, divide o tempo entre a família e seu amor pelo Heavy Metal, mas procura acompanhar todas as vertentes, pois considera que o Rock’N Roll se tornou muito amplo para limitações.

Você talvez também goste...

Comentários

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!