Roadie Metal Cronologia: Van Halen – Fair Warning (1981)

Em 1981 o Van Halen já era uma banda consolidada e Eddie Van Halen era mundialmente conhecido como referência na guitarra. Essa popularidade e respeito estava diretamente ligado ao seus incríveis álbuns lançados até então:  o debut homônimo (1978), “Van Halen II” (1979) e “Women and Children First” (1980).

Nesta época, muitas bandas do estilo sofriam com a síndrome da popularidade que acabava por diminuir a criatividade do grupo. Na contra mão desta ideia, o Van Halen continuava inovando e testando sua arte até o limite, e foi através deste prisma que a banda lança em abril de 1981 “Fair Warning”.

A produção mais uma vez ficou a cargo de Ted Templeman que junto a Eddie idealizaram linhas de guitarras, digamos, mais obscuras, que junto ao carisma da banda deu ao disco um ar diferenciado.

“Mean Street” abre o trabalho com riffs despojados e uma letra sobre a vida noturna, o tom sem seriedade de David Lee Roth ajuda a climatizar a canção.

Em “Dirty Movies” insinuações sexuais envoltas em versos cativantes traz para o álbum, além de momentos rítmicos técnicos, uma canção divertida com pontos acima da média!

A terceira faixa do trabalho traz uma ótima performance vocal de David Lee Roth, “Sinner’s Swing” carrega uma sonoridade típica do Van Halen e compõem o enredo com bastante maestria.

A faixa mais descompromissada do disco é a “Hear About It Later”. Com uma bela melodia e um grito típico de David Lee Roth, a música estampa um refrão que transborda em carisma e salva a canção que até então é a mais “fraca” do álbum.

“Unchained” é simplesmente fantástica. Versos bem construídos, riffs consistentes e uma excelente performance vocal faz da canção uma das melhores do trabalho. A faixa é realmente muito bem desenvolvida e ataca diretamente a glândula pineal do ouvinte.

Mais uma música peculiarmente sexual, “Push Comes to Shove” apresenta linhas bem escritas e marcantes que junto a uma chuva de tapping muito bem executadas agrada públicos mistos.

A bem humorada “So This Is Love?” talvez seja a faixa mais descontraída deste trabalho. A descontração meio “piadista” com um humor muitas vezes questionável marcou a discografia do Van Halen na fase David Lee Roth, e confesso não ser um grande admirador desta época exatamente por isso, porém, as guitarras incríveis de Eddie faz com que musicalmente encontremos nessa fase momentos ímpares. Em “So This Is Love?” mais uma vez Eddie se destaca construindo ótimos arranjos junto ao destacado baixo, salvando assim a canção.

Sintetizadores e um clima denso e sombrio dominam as faixas “Sunday Afternoon in the Park” e “One Foot Out the Door” sendo que a primeira é na verdade uma intro para a faixa de encerramento do disco que discorre com um peso extra (quase um Heavy Metal) porém longe de alcançar destaque, a não ser pelo efeito da guitarra base que trouxe um diferencial.

Destaque para a capa do álbum que apresenta detalhes da pintura “O Labirinto”, do pintor canadense William Kurelek, representando sua difícil infância.

Membros:

David Lee Roth – Vocal

Eddie Van Halen – Guitarra, vocal de apoio

Michael Anthony – Baixo, vocal de apoio

Alex Van Halen – Bateria

Faixas:

“Mean Street”

“Dirty Movies”

“Sinner’s Swing!”

“Hear About It Later”

“Unchained”

“Push Comes to Shove”

“So This is Love?”

“Sunday Afternoon in the Park”

“One Foot Out the Door”

 

Compartilhe:

Sobre: Fabrício Castilho

Nascido em 29 de novembro de 1980 na cidade de Pindamonhangaba, estudou musica durante 2 anos na FASC (faculdade de musica santa Cecília). Durante a juventude esteve de forma ativa no cenário metálico do vale, fazendo parte do projeto MAD METAL, que dispunha de um programa de radio que também era exibido online, alem de um programa de TV chamado VALE METAL exibido pela TV Vivax de Taubaté. Como musico Fabrício tocou no Brasil todo com a banda STEELGODS, vindo até mesmo a abrir um show do vocalista Jeff Scott Soto (ex- Yngwie Malmsteen ). Com a STEELGODS Fabrício gravou a demo “the first demo álbum”. Fabrício também participou durante três anos como vocalista das bandas, EXCALIBUR e SPACECRAFT, nessa ultima a banda contava através de musicas a historia do rock. Atualmente Fabrício leciona aulas Particulares de Baixo, violão e canto, alem de estar em processo de pré- produção de um disco conceitual chamado Olitizack.

Você talvez também goste...

Comentários

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!