SER FÃ É TUDO DE BOM

Roadie Metal Cronologia: Deep Purple – The Battle Rages On (1993)

Esse foi o primeiro álbum que ouvi do Deep Purple, chegou em minhas mãos graças a um escambo que eu fiz por um cd da banda Silvechair, foi também um dos primeiros álbuns que eu tive em formato cd.

Nesse tempo ou se comprava o lp, cd ou tinha a sorte de copiar de alguem em fita k7, que era o mp3 da época.

The Battle Rages On é o décimo quarto álbum de estúdio do Deep Purple, é o último álbum gravado com o guitarrista Ritchie Blackmore, que parou durante a turnê do álbum em novembro de 1993.

O grupo reuniu pela segunda vez a formação MK II (sendo a primeira em 1984 com Perfect Strangers).

A faixa título abre o álbum de forma maravilhosa,  uma música linda, que pode ser colocada lado a lado com qualquer clássico da banda. “Lick It Up”, segue muito bem, e é uma faixa que serve como parâmetro pra o que o Deep Purple passaria a fazer a partir dos próximos álbuns. “Anya” tem inspirações medievais, bem na linha de Blackmore, que anos depois, praticamente copiou ela em “Ariel”, do Rainbow. “Talk About Love” e “Time To Kill”, essa com um refrão maravilhoso, trazem todas as digitais clássicas da banda.

A segunda parte do álbum segue com a boa “Ramshackle Man” e a veloz e potente “A Twist in the Tale” , uma faixa que reuni o melhor do Rainbow nos anos oitenta. Com o carisma de Gillan e as adições sinfônicas de Lord, mais uma bastante agradável. “Nasty Piece of Work” não se destaca tanto no álbum, mas “Solitaire” é um grata surpresa, aqui o Deep Purple experimenta diferentes sons, e acerta na mosca, ouso em dizer que essa é uma das melhores músicas que eu já ouvi. Pra finalizar “One Man’s Meat” traz o estilo lírico de Gillan / Glover e funciona muito bem. Discaço!

Este álbum foi vítima do tempo pois no ano que foi lançado a MTV era que ditava as regras e essa era a época de bandas alternativas, pós-grunge. Mas se você é fã de Classic Rock e curte Black Sabbath fase Tony Martin, essa é sua, “nossa”, trilha sonora.

Formação:
Ian Gillan (vocal)
Ritchie Blackmore (guitarra)
Roger Glover (baixo)
Jon Lord (orgão, teclados)
Ian Paice (bateria)

Faixas:
1 – The Battle Rages On
2 – Lick It Up
3 – Anya
4 – Talk About Love
5 – Time to Kill
6 – Ramshackle Man” – 5:34
7 – A Twist in the Tale
8 – Nasty Piece of Work
9 – Solitaire
10 – One Man’s Meat

Compartilhe:

Sobre: Cirez Waldez

Cirez Waldez

Começou a ouvir Metal aos 13 anos e o primeiro contato foi com as bandas Benediction e Sepultura através dos álbuns Subconscious Terror e Beneath the Remains e passou por todas as fases do Metal pesado desde então. Com o tempo aprendeu a ouvir outras vertentes dentro do Heavy Metal e hoje tem no ecletismo uma de suas principais virtudes, sendo capaz de ouvir Aerosmith e Dissection no mesmo dia.

Você talvez também goste...

Comentários

Vote para Melhores do Ano Nacional Roadie Metal 2017

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!