Rick Wakeman & The English Rock Ensemble fizeram os fidelíssimos fãs da comunidade progressiva “respirarem mais forte”“The Red Planet” foi anunciado como um registro “a moda antiga”, focado no instrumental, bem diversificado nas composições e que remonta ao debut de Wakeman, no álbum “The Six Wives of Henry VIII”. Em declaração no seu próprio website, o mago dos teclados comentou o processo de composição: “Tem sido divertido voltar ao progressivo e eu acho que um período longe das gravações contribuiu para que The Red Planet soasse extremamente fresco”. O conceito do álbum é a ficção científica, para ser mais preciso, uma viagem pelo planeta Marte. Sim, a intenção foi termos mais uma ópera espacial a caminho!

Mas nada de grandes inovações sonoras, Wakeman e companhia prometem uma “viagem sensorial” aos anos 70, época em que o gênero estava no auge, com muito “mellotron sagrado”“piano classicamente poético”“sintetizadores que levitam” “órgão triunfante”! Pode parecer exagero, mas não tem como as expectativas serem menores em se tratando de Rick Wakeman. Sua história frente ao YES e os clássicos álbuns solo, fora sua performance instrumental em níveis estratosféricos, acaba suscitando essas sensações no fanático séquito que cerca sua exótica figura (os shows que o digam!) Para degustar a nova viagem espacial do Mestre“The Red Planet” disponibilizado abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=X3V2iUAEc1Y&t=431s