Resenha: Soul Inside – No More Silence (2015)

As nuances tradicionais dentro dos variados estilos do Metal tem voltado com força total e o Death Metal não poderia deixar de ser assim, como um universo que se expande buscando novas fronteiras e que de tempos em tempos retorna a seu estado tradicional para não perder as raízes. É exatamente nessa linha de raciocínio que nos deparamos com o ótimo trabalho do quarteto Soul Inside de Minas Gerais, apostando numa música pura e sem invencionices o Death Metal do grupo ganha ricas explosões de bases do Thrash Metal ganhando um groove que ganha o ouvinte logo de cara.

No More Silence é o “Full Leght” em que o grupo dá suas caras ao mundo já com o pé direito, produção gráfica esmerada e produção técnica muito boa num trabalho produzido no Brasil, deixando todos os instrumentos claros e  mostrando os talentos individuais da banda. Se eu fosse forçado a uma comparação diria que a banda é um misto do Death Metal da Flórida com aquela ginga de bases que só os brasileiros conseguem ter.

13087809_1238381826186987_8330464132222130919_n

O Soul Inside ganha pontos ao apostar naquilo que sabem e no que são bons: mostrar criatividade sem tentar recriar a roda. A variação rítmica e mudanças de andamento são feitas com maestria sem sorem forçados e ao perceber os pequenos detalhes na construção das músicas é que se nota o diferencial de “No More Silence”.
Numa primeira audição destacam-se “Fight of Despair” ( fiquei cantando seu riff alguns dias seguidos), “Again the Nightmare” e “The Killer Inside” onde as idéias de riffs e bases mostram uma identidade diferenciada da banda onde o mix de groove e técnica cria um vórtice empolgante e original. Todas as faixas contribuem em uníssono para um trabalho equilibrado, valendo citar ainda as interessantes “Unholy Temple” e “Child of War” que mostram também a preocupação em escrever boas letras para suas canções.

Neste turbilhão sonoro vale também destacar as performances dos vocais de Bruno Carvalho e a criativa rifferama de Eduardo Petrini, cujos solos também mostram bom gosto ao não tentar mostrar a “fritação” habitual e sim um bom gosto musical.
O Soul Inside é uma ótima promessa e aposta naquilo que os fãs mais buscam no estilo, mostrando que é possível inovar quando se tem talento!

Soul Inside é:
Bruno – Vocal e baixo
Renan – Bateria
Beto – Guitarra base
Eduardo – Guitarra base e solo

Contatos:
Site Oficial
Facebook
Youtube

Compartilhe:

Tags

Sobre: Ed Oliver

Ed Oliver

Desenhista e Ilustrador, foi baixista da banda Psicodeath que fez parte do surgimento do metal nacional na década de 80, hoje é pesquisador e crítico de música especializado em Rock e Heavy Metal em todas as suas vertentes, como Ilustrador trabalha com Quadrinhos e faz material gráfico para bandas do Brasil e exterior.

Você talvez também goste...

Comentários

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!