Resenha: Killswitch Engage – Atonement II B-Sides for Charity (2020)

by Marcos Gonçalves

Pouco mais de seis meses após o lançamento do seu ótimo álbum, “Atonement“, o Killswitch Engage ainda tinha cartas na manga, mais precisamente o vocalista Jesse Leach, o qual sempre disse que tinha muito orgulho do que havia escrito para o álbum. O comentário sempre foi que as músicas que não fizeram parte do corte final do álbum, eram tão boas quanto, e que ele gostaria que elas vissem a luz do dia em algum momento.

Eis que surge uma oportunidade para o lançamento das tais músicas, onde a banda poderia colaborar com o combate deste terrível vírus que assombra o mundo nos dias de hoje. Surge então “Atonement II B-Sides for Charity“, um EP com as seis faixas restantes das sessões de “Atonement“, primeiramente no Bandcamp, onde você pode fazer doações ao adquirir as faixas digitalmente. e uma semana depois nas plataformas de streaming convencionais.

Independente da música em si, a intenção deste lançamento já vale o elogio e merece uma nota dez, mas que tal falarmos um pouco sobre as faixas? Elas mereciam entrar no corte final de “Atonement“? Vamos descobrir.

Primeiramente, é importante dizer que a maioria das seis faixas demandam da estrutura convencional do Metalcore feito pela banda, versos gritados, seguidos por alguns guturais, com refrões melódicos e pegajosos, finalizando com uma ponte enérgica e um solo curto. Mas se engana quem pensa que isso é uma coisa ruim. Para quem é fã do estilo, isso é perfeito.

A começar por “To the Great Beyond“, uma faixa para cima, pesada, que conta com ótimas harmonias das guitarras, Leach grita com raiva e paixão, apesar de a faixa ser melódica, não há vocais limpos e isso a torna diferente das demais. “Hollow Convictions” já tem o riff mais cadenciado, acompanhado pelos pedais da bateria nos versos gritados, seu refrão já conta com vocais limpos e melódicos. O vocalista mostra toda a sua dor ao gritar “A part of me die that day / and I never be the same“, onde explicitamente compartilha com o ouvinte os seus problemas pessoais que ocorreram durante a composição das faixas.

Killing of Leviathan” mostra a influência da banda no Hardcore, como acontece no álbum em faixas como “Ravenous” e “Bite The Hand That Feeds“. É a mais curta do EP e até por conta disso é mais direta e não tão melódica. Ótima faixa para bater cabeça.

Com riffs mais cadenciados em seu início, “No Devotion” parece até que se ria uma balada, porém, mesmo sendo a mais cadenciada do EP, segue pesada e com um pouco mais de feeling. Na mesma vibe vem “I Feel Alive Again“, com a estrutura mais melódica, com mais vocais limpos, porém com um refrão melhor, mais bem encaixado. Na ponte temos Adam Dutkiewicz como voz principal, brevemente, mas marcou presença. Ótima faixa.

Finalizando, temos a melhor faixa do Play, “Prophets of Treason“, essa sim mais cadenciada em seu início, com uma melodia mais limpa. Quando os vocais sujos entram, mais uma vez mostram o quão inspirado estava o vocalista nas sessões, ele está com tudo. Definitivamente conta com o refrão é o melhor das seis faixas, com sua ponte soando mais sombria e arrastada. Fecha o EP com chave de ouro.

Enfim, as faixas estão no padrão estabelecido pela banda no último álbum, com muito feeling nas faixas, performance maravilhosa dos guitarristas Joel Stroetzel e o já citado Dutkiewicz, os dois tem se mostrado cada vez mais competentes. Mike D’Antonio e Justin Foley continuam com a cozinha perfeita para a banda, onde até mereciam mais destaque. Mas o diferencial aqui é Jesse Leach, o cara entregou corpo e alma nessas composições, as quais sempre se mostrou orgulhoso nas mídias sociais. Mais cedo ou mais tarde essas faixas que sobraram iriam surgir e o momento foi perfeito. “No Devotion” e “Prophets of Treason” podiam fazer parte do corte final sem problemas, as outros poderiam até aparecer como bônus, mas ficaram bem encaixadas neste EP. Parabéns à banda pela intenção deste lançamento.

Atonement II B-Sides for Charity – Killswitch Engage
Data de lançamento: 01/05/2020
Gravadora: Metal Blade Records

Faixas:
01. To the Great Beyond
02. Hollow Convictions
03. Killing of Leviathan
04. No Devotion
05. I Feel Alive Again
06. Prophets of Treason

Formação:
Jesse Leach
 (vocal);
Joel Stroetzel (guitarra);
Adam Dutkiewicz (guitarra, vocal de apoio);
Mike D’Antonio (baixo);
Justin Foley (bateria).

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish