SER FÃ É TUDO DE BOM

Resenha: Arch Enemy – Will To Power (2017)

Apos três anos desde seu ultimo lançamento, o otimo “War Eternal”, os suecos do Arch Enemy, liderados por Michael Amott(Guitarra), estao com seu mais novo trabalho intitulado “Will To Power”. O segundo da era Alissa White-Gluz(Vocal) e o primeiro registro de Jeff Loomis(Guitarra, ex Nevermore).

Produzido por Michael Amott e Daniel Erlandsson, e mixado por Jens bogren, Will To Power contem doze faixas, com uma mistura de tudo trabalho sonoro ja feito pela banda. O disco abre com “Set flame night”, que lembra muito as eras antigas da banda seguido, de “The Race”, com seus andamentos rapidos, repleto de riffs pesados e solos bem trabalhados com certeza é um dos grandes destaque do disco. A excelente “Blood in the Water” conta com excelentes melodias, um refrão bem marcante e solos rapidos de Loomis. Na sequencia temos as ja conhecidas “ The World is Yours” e  “The Eagle Flies Alone”. A primeira tem um refrão extremamente pegajoso, com um peso que é bem marcado pela cozinha Daniel Erlandsson(bateria) e Sharlee D’Angelo(baixo).

A segunda com um ritmo mais cadenciado, melodias bem criativas  e um excelente trabalho de Alissa nos vocais é pra mim de longe a melhor faixa do disco.

“Reason to belive”, a grande cereja do bolo, mesmo sem sair da proposta da banda ela apresenta elementos que não haviam sido apresentados até o momento, foi uma grande surpresa ouvir os vocais limpos de Alissa nesta faixa. “Murder scene” retorna ao peso e agressividade e novamente ressaltando o excelnte trabalho de guitarra da banda. “First Day in Hell” com uma intro sombria e riffs arrastados que combinam com a proposta da letra e com uma interresante performance de Daniel ,é uma das minhas favoritas. “Saturnine” mais uma faixa instrumental, talvez passe despercebido pelo ouvinte, mas o mesmo não acontece com  “Dreams of Retribution”, é impossivel não balançar a cabeça. Para finalizar mais duas excelentes faixas  “My Shadow And I” e  “A Fight I must Win”, esta ultima contendo um excelente refrão e uma excelente mensagem passada por Alissa.

Podemos concluir que o Arch Enemy ainda tem muita lenha para queimar, Will To Power é um excelente disco, apesar de eu esperar um pouco mais do estreante Jeff Loomis, e vale a pena telo em sua coleção.

  1. Set Flame To The Night
  2. The Race
  3. Blood in the Water
  4. The World is Yours
  5. The Eagles Flies Alone
  6. Reason to Believe
  7. Murder Scene
  8. First Day in Hell
  9. Saturnine
  10. Dreans of Retribution
  11. My Shadow And I
  12. A Fight I must Win

Alissa white-Gluz – Vocals

Michael Amott – Lead and rhythm guitar

Jeff Loomis – Lead Guitar

Sharlee D’Angelo – Bass

 Daniel Erlandsson – Drums

 

 

Compartilhe:

Tags

Sobre: Daniel Cardoso

Daniel Cardoso

Daniel Cardoso, 20 anos, estudante de admnistração e guitarra nas horas vagas, começou a ouvir Rock e metal desde os 15 anos. Ouve desde Guns até Cannibal Corpse. Disco de sua vida, Master Of Puppets do Metallica.

Você talvez também goste...

Comentários

Vote para Melhores do Ano Nacional Roadie Metal 2017

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!