Em uma recente entrevista com a Overdrive, o guitarrista/vocalista Mikael Akerfeldt da banda de metal progressivo Opeth, foi indagado se os fãs podem esperar mais experimentação e evolução da banda no futuro. “Eu não sou desses caras que sentam com o calendário pensando: ‘Ok, eu preciso fazer esse tipo de álbum agora e fazer aquele tipo de álbum depois’. Eu geralmente gosto de não saber o que vai acontecer ou que direção a música vai nos levar.”

“Quando eu estava começando, eu estava apenas muito feliz de estar em uma banda e tocando música! Eu estava mais focado em olhar pra frente com as coisas ao invés de apenas aproveitar o presente, que é o que eu pretendo fazer agora, com a carreira música e com a minha vida privada.”

Ele continua: “Musicalmente, eu amo estar em uma posição que, quando as pessoas me perguntam: ‘Como você acha que vai ser o próximo álbum?’ eu estou lá pensando: ‘Eu realmente não sei.’ Na verdade, algumas vezes eu não sei até o álbum ficar pronto. Quando eu escrevo uma música de um modo, a próxima pode ser completamente diferente, o que eu amo!”

Mikael também falou sobre a evolução musical da Opeth ao longo dos anos: “Estou muito feliz em estar onde estamos nesse momento. O que aconteceu com a mudança do estilo não foi grande coisa pra nós, principalmente para mim, porque eu venho consumindo música que é diferente do death metal a vários anos, eu tenho certeza que foi um pouco drástico para os fãs.”

“Quando lançamos o Heritage (2011), foi realmente intencional para abrirmos mais algumas portas para nós, e agora como um resultado disso, eu me sinto mais livre quando escrevo. Eu poderia, tecnicamente, escrever outro álbum de Death Metal, mas eu estou em outro lugar agora. Então, eu não tenho certeza se descartamos os grilhões, mas eu sei que há fãs que não estão mais conosco. Mas eu queria tocar música que me faça feliz, e nesse momento, eu estou me sentindo livre com tudo.”

Mikael acrescenta: “Como uma banda, nós ficamos muito próximos após a turnê para o ‘Heritage’, que foi uma turnê bem longa, e que nós realmente começamos a fazê-la antes do álbum ser lançado. Nós tivemos uma parte considerável do álbum nos shows e isso foi apenas uma prova de fogo enquanto estávamos envolvidos e tocando algo diferente para a platéia antes de lançarmos o álbum. Isso realmente mostrou uma sensibilidade diferente para essa banda que estava lá antes mas nós nunca a mostramos de fato. Foi uma curva de aprendizado enorme para nós”.

A banda pretende investir muito tempo de 2018 trabalhando no próximo álbum, que está previsto para 2019.

Fonte:
http://www.blabbermouth.net/news/opeth-leader-loves-not-knowing-what-next-album-will-sound-like.html#s5lwuKq57E1bCPwF.99

Encontre sua banda favorita