Miasthenia: guitarrista da banda, Marcos Rizzato, revela como começou sua carreira e quais músicos o influenciam na hora de compor as músicas de sua banda

by Gleison Junior

Um dos principais guitarristas brasileiros, Marcos Rizzato, também conhecido como Thormianak, músico de uma das maiores bandas de Pagan Black Metal, o Miasthenia, revelou alguns detalhes sobre sua carreira e guitarristas que mudaram sua cabeça e o fizeram mergulhar de cabeça nesse mundo.

Sua carreira teve início ainda em sua adolescência, quando aos 13 anos ingressou na música, tornando-se um guitarrista. Não diferente de muitos músicos de sua geração, o álbum Creatures of the Night, da banda Kiss, foi o disco que modificou sua vida e através das linhas de guitarras que foram compostas e gravadas por Vinnie Vincent e não por Ace Frehley, foi o primeiro artista que absorveu toda a atenção de Marcos e o fez buscar entender e se dedicar ao instrumento.

Quase que na mesma época, o Thrash Metal americano e alemão, começaram a pipocar pelo país, sendo motivos de debates, trocas de fitas cassete e reuniões entre amigos para escutar um novo vinil que algum deles havia comprado. Com isso, bandas como Sodom, Exodus, Kreator, Metallica, Slayer, desenvolveram em Marcos uma vontade de tocar algo mais rápido e agressivo, com palhetadas características dessas bandas.

Dessa geração percussora do Thrash Metal, um sempre se destacou para Marcos: “O que eu sempre quis saber mais sobre sua obra e sempre tive vontade de trocar ideia e ser aluno, é o Gary Holt, esse cara é uma referência e sua técnica e algo absurdamente incrível”, revela o músico.

Da geração anos 90, Dimebag Darrel, é um revolucionário que trouxe muita evolução para o instrumento, causando um impacto mundial na música pesada. Alguns guitarristas são xodós de Marcos Rizzato, que revela: “O Eddie Van Halen é incrível, não tem como não gostar do estilo dele. A forma como ele executa seus tapings é diferenciada e ele é considerado o criador dessa pegada, outro que admiro é Yngwie Malmsteen, que trouxe a música clássica para dentro do Metal. Ele merece destaque por sua criação harmônica, elaboração de riffs e um disco em especial, Rising Force, é um registro que está entre os meus favoritos de todos os tempos.

Falando um pouco sobre novos guitarristas e gerações mais modernos, Marcos revela que escuta inúmeras novas bandas, mas ressalva que não tem nenhum nome que veem em sua mente de imediato. Porém, ele destaca que pelo conjunto da obra, a banda Root da República Tcheca, possuí um guitarrista fantástico.

Em suas escolhas pessoais, Marcos Rizzato, não esconde que escute várias vertentes diferentes. Ouvindo um pouco de tudo para assimilar isso e trazer para suas criações, Ambient Music, HC, Gothic Music, Punk Rock e outros, fazem parte de suas favoritas e sempre estão no play do guitarrista, que pega um pouquinho de tudo isso, peneira e dessa forma, cria suas composições para o Miasthenia.

Recentemente o músico em conjunto com sua banda, lançou o disco, Sinfonia Ritual, que é um registro que compõem 05 faixas retiradas de discos já lançados pela banda e foram reconstruídas em arranjos sinfônicos, trazendo ao ouvinto uma sensação única, épica e diferente de tudo que já foi feito no mundo da música pesada.

Sinfonia Ritual está disponível para audição em todas as plataformas digitais e se encontra à venda pela gravadora, Mutilation Records.

Confira: https://open.spotify.com/album/3tKNPGks8OBdQ5Xk5hGEXg?si=rifTvk1FR0K_qTC0bNt-cg

Contato: [email protected]

Links relacionados:
www.miasthenia.com
www.facebook.com/miasthenia

https://www.instagram.com/miasthenia_band/

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish