Com elementos de stoner rock, psicodelia e rock clássico, a banda norueguesa formada por um quarteto, em que três dos membros cantam (ao estilo Mastodon!), mostra muita qualidade com sua música.

Uma música cativante e que empolga do início ao fim. Diversos solos de guitarra e variações musicais fazem a ponte entre as pausas do belo vocal muito inspirado pelo blues.

“Man on the rail” não é, mas poderia muito bem ser um dos clássicos dos anos 80.

Escute mais em: