Indústria musical britânica se une para pedir o fim do racismo

by Gustavo Troiano

Centenas de artistas, empresas, gerentes, agentes, promotores e entidades comerciais que representam a indústria musical do Reino Unido se uniram para pedir o fim do racismo.

Eles escreveram uma carta aberta para “ampliar nossas vozes, assumir responsabilidades, falar e se solidarizar” e estão incentivando os fãs a usar a hashtag #NoSilenceInMusic.

A carta tem o apoio de alguns dos maiores nomes do setor, incluindo Abbey Road Studios, EMI Records, Polydor, Q Prime, Sony Music UK, Universal Music UK, Warner Records UK, a Music Publishers Association, a Music Venues Alliance e a Official Charts Company, enquanto artistas como Biffy Clyro e Placebo adicionaram suas vozes.

A carta diz: “Nós, representantes da indústria da música, escrevemos para demonstrar e expressar nossa determinação, que amor, unidade e amizade, não divisão e ódio, devem e sempre serão nossa causa comum.

“Nos últimos meses, por meio de uma série de eventos e incidentes, os racistas e antissemitas antinegros, além dos que defendem a islamofobia, a xenofobia, a homofobia e a transfobia, demonstraram repetidamente que claramente querem que todos falhemos. 

“Seja o racismo sistêmico e a desigualdade racial destacados pela brutalidade policial continuada nos Estados Unidos ou pelo racismo antijudaico promulgado por meio de ataques online, o resultado é o mesmo: suspeita, ódio e divisão. Estamos no nosso pior momento quando atacamos um ao outro.

“Minorias de todas as origens e crenças têm lutado e sofrido. Da escravidão ao Holocausto, temos dolorosas memórias coletivas. Todas as formas de racismo têm as mesmas raízes – ignorância, falta de educação e bodes expiatórios. 

“Nós, a indústria musical britânica, estamos orgulhosamente nos unindo para ampliar nossas vozes, assumir responsabilidades, falar e permanecer juntos em solidariedade. O silêncio não é uma opção.

“Existe um amor global pela música, independentemente de raça, religião, sexualidade e gênero. A música traz alegria e esperança e conecta todos nós. Através da música, educação e empatia, podemos encontrar unidade. Estamos juntos, para educar e acabar com o racismo agora e para as futuras gerações.”

Em junho deste ano, dezenas de gravadoras se reuniram para a “Black Out Tuesday” – um dia para “se desconectar do trabalho e se reconectar com a nossa comunidade” após a morte de George Floyd em Minneapolis, em maio.

FONTE: Loudersound

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish