Arriba, muchachos! Chegamos a mais uma sexta-feira e hoje, dia 6 de março, o HEAVY METAL PELO MUNDO, quadro que apresenta a cena, bandas, história e tudo o mais possível que envolve o Heavy Metal de algum país com média, pouca ou nenhuma tradição no estilo, chega ao MÉXICO. Então nos siga nesta nova viagem.

Com 129,2 milhões  de habitantes, o México está entre os países de maior  riqueza cultural e gastronômica do mundo. É o 11º país mais populoso do mundo e o 3º do continente americano. Mas a maioria dos povos, dentre eles o povo brasileiro, ainda sabe muito pouco sobre o México. Muitos logo recordam da famosa obra do saudoso Roberto Bolaños (Chespirito), com “Chaves” e “Chapolin”, a seleção de futebol ou as famosas novelas, como “Maria do Bairro”, “Rebelde” e “A Usurpadora”. Para muitos, México também recorda em tequila, sombrero e deserto. Mas o cenário cultural é rico, inclusive com muito espaço para a cena heavy metal.

Desde a década de 50, o rock tem sido importante na construção de identidades na juventude mexicana, uma vez que conseguiu formar uma pluralidade de pensamentos ideológicos. A banda Los Camisas Negras desfrutou de grande popularidade no México e também é considerado o primeiro grupo de rock, quando suas primeiras gravações foram lançadas, em 1958.

Mexicano, Carlos Santana tornou-se famoso na década de 1960 com a banda Santana Blues Band, conhecida posteriormente apenas como Santana. Mais precisamente com a sua atuação no Festival de Woodstock em 1969, onde ganhou projeção mundial.

E o metal evoluiu no país por volta dos anos 70. A banda Enigma! foi considerado a primeira banda de hard rock no México. Assim como El Ritual, que tocou uma música pesada em 1971.

A partir de 1988 houve grande produtividade para muitos grupos de hard rock e para os expoentes do thrash metal. Em 1989 surgiu o Brujeria, uma das mais aclamadas pelos fãs de deathgrind, com músicas inteiramente cantadas em espanhol, são focadas no satanismo, anticristianismo, sexo, imigração, tráfico de drogas, política.

No final dos anos 80 e início dos anos 90, uma corrente de hard rock foi consolidada com uma orientação mais melódica, que alcançou algum sucesso comercial, especialmente com grupos como Branda, Look, Vigmika e Souset.

Como pode se perceber, o cenário metal mexicano é rico e agrada a fãs de vários estilos. Abaixo selecionei algumas bandas para você conhecer melhor sobre o metal do México. Confira:

Caifanes

A banda Caifanes foi considerado um marco de seu tempo e um dos primeiros representantes no rock do México. Foi fundamental dentro do estilo musical new wave da década de 1980 na América latina, liderada por Saúl Hernández até 1995.

Transmetal

Transmetal é uma banda de extremo metal formada em Yurécuaro , Michoacán , México em 1987 pelos irmãos Javier, Juan e Lorenzo Partida. Eles são conhecidos como uma das bandas de metal mais importantes da América Latina. Suas músicas mais conhecidas são “Killers”, 1989, do Desear un Funeral (1989) “Fils de la Haine” e “El Infierno de Dante” do álbum Sepelio En El Mar.

Durante sua carreira, a banda já tocou mais de quatro mil shows e lançou mais de 30 álbuns que experimentam thrash e death metal, com estilos vocais baseados em rosnados. A banda também participou de shows com outras bandas notáveis ​​como Slayer , Sepultura , Overkill e Kreator.

Cristal y Acero

Considerados os pioneiros do ópera rock no México, o Cristal y Acero começou nos anos 80 e ganhou popularidade com a canção chamada “Kuman”, quebrando todos os clichês estabelecidos na época. Ao vivo, a ópera era apresentada com aspectos teatrais.

Após o sucesso de “Kuman”, a banda continuou com sua popularidade no país, fazendo um hard rock oitentista que conquistou muitos fãs.

Fugatta

Na geração mais nova, o México também tem bons representantes. Um exemplo é a banda Fugatta, formada em 2007. Com aquele tradicional Power Metal, o grupo faz competentes canções que agradam em cheio aos fãs do estilo.

Anima Tempo

Indo na contramão de muitas bandas que se encontraram presas a um gênero ou estilo, o Anima Tempo é uma manda que busca a modernidade em vários estilos. Formada em 2009, singularmente é um deathcore-d ou djent, mas que também vai além disso.

O Anima Tempo certamente é o epítome de um ato musical que está mais do que disposto a experimentar em vários estilos, passando por sinfônico, power e prog.

Acrania

Misturando Progressive Metal , Latin Metal da Cidade do México, o Acrania foi fundado em 2001 pelo guitarrista e vocalista Luis Oropeza, o baterista Johnny Chavez e o guitarrista Félix Carreón. A banda é conhecida por sua combinação única de Death / Thrash Metal com jazz latino e música afro-caribenha. O resultado é um ótimo uso de instrumentação de metais e percussão latina .

Cemican

No México também há espaço para o folk. Um exemplo é a banda Cemican, sexteto formado em 2006, em Guadalajara. Eles possuem dois álbuns e um single e seu som mistura death, power metal e elementos da rica música tradicional da região.