O vocalista do Ghost, Tobias Forge, falou recentemente com Cameron Buchholtz, da estação de rádio 100.5 The KATT em Oklahoma City, Oklahoma. A conversa completa pode ser ouvida no player abaixo. Seguem alguns trechos (transcritos pelo Blabbermouth.net e traduzidos pela Roadie Metal).

Sobre próximos shows do grupo em Los Angeles e Nova York:

Tobias: “É muito emocionante. Muito planejamento… É sempre ideal se a produção que você está fazendo em turnê for aquela com a qual você passou duas semanas ensaiando, e você acabou de fazer o mesmo programa por trinta noites seguidas. Se você chegar ao décimo show disso, vai ser incrível, enquanto agora estamos fazendo três shows em arenas no meio disso. Você precisa preparar as minúcias mais leves, o que é um pouco cansativo, devo dizer. Há tantas coisas para pensar, e há tantos aspectos que você realmente gostaria de ensaiar antes, mas é um bom problema de se ter. O difícil não é tocar. Uma vez que isso acontece, só acontece, mas só para ter uma ideia do que eu estou falando é que, assim que você toca em uma arena, você tem que ter uma equipe de filmagem lá, porque merda precisa ser mostrada no telão. Caso contrário, nossa banda parecerá muito menor do que a banda que você viu na semana passada. Você precisa de um fotógrafo, ou um diretor de fotografia, que conhece os shows exatamente e exatamente quem filmar em que ponto, e o que ele está fazendo, e, ‘Ah, sim, ele vai estar nessa ala que não está na produção agora, porque ele vai ficar lá e esperançosamente não haverá uma bomba ali naquele ponto, porque ele não vai ficar lá’. Estamos adicionando muita preparação. Vai ser um cenário completamente diferente. Tudo vai ser diferente e maior, e toneladas de bombas e fogo e cortinas — todas essas coisas divertidas. Mas você realmente quer fazer isso para uma turnê inteira, e você quer ensaiar.

Sobre sua experiência anterior tocando em grandes espaços como um ato de abertura:

Tobias: “Artisticamente, ou apenas no desempenho, eu amo tocar em arenas. Acho que essa é a minha forma favorita, porque é grande o suficiente para parecer algo grandioso, um grande show. Você tem pessoas nas laterais e para cima e para baixo. Especialmente se você tem um palco que é construído para chegar mais perto da platéia, é um formato muito bom, eu acho, pelo menos o que eu gosto de fazer, e o que eu sempre imaginei que fizéssemos. Então, quando fica maior que isso, é mais difícil alcançar. Obviamente, abrindo para outras bandas quando tocamos em estádios de futebol e tudo mais, você tem que fazer um grande esforço, mas então você está usando mais as câmeras. Quando você está tocando ao ar livre, você está confiando na câmera, então às vezes é melhor, em vez de apontar para alguém que o resto do público não notará, é melhor apontar para a câmera. Você só tem que aprender essas coisas, mas obviamente, com a prática vem a perfeição, e quanto mais você faz, melhor você fica.

Sobre como essa turnê americana difere da turnê “Rats On The Road” do grupo no começo deste ano:

Tobias: “Em termos de palco, é muito parecido. ‘Rats On The Road‘ foi apenas uma turnê promocional de pré-álbum, então essa não foi a turnê. ‘A Pale Tour Named Death‘ com aquela produção de palco, essa é a versão teatral da turnê. Então ‘A Pale Tour Named Death‘ continuará como uma turnê de arena, esperançosamente, mais tarde, onde nós vamos fazer o material da arena. Se você ver no YouTube neste outono ou vir a arena, é isso que, esperamos, chegará a algum lugar perto de você no ano que vem. Estamos promovendo o álbum por um lado, e então estamos promovendo o show. Estamos meio que promovendo uma polinização cruzada, mas na arena, você não pode fazer isso em um teatro… ‘Rats On The Road‘ foi apenas uma turnê de promoção. Foi apenas levando ao lançamento do álbum. Agora, estamos adicionando mais músicas do novo álbum que não tocamos; estamos mudando o setlist um pouco; então a verdadeira turnê realmente começa agora. Nós fizemos cerca de dez shows no verão, o que não é nada, porque nós estávamos fazendo alguns festivais no verão que escolhemos, e aqueles 19 shows na primavera, parece que está começando agora. É quando começamos a verdadeira turnê — vai de agora até o próximo ano.

Sobre se a banda lançará outro EP ou álbum ao vivo no futuro próximo:

Tobias: “Minha intenção não é lançar apenas mais um EP de covers. Pode haver algo mais vindo no ano que vem, talvez, que já tenha sido gravado, que não seja covers. Se a produção na frente ao vivo chegar ao ponto onde eu quero que esteja, e se acontecer de nós tocarmos duas datas em um local que atenda à produção total e estiver em algum lugar geograficamente onde há uma audiência que é muito, muito, muito ávida e muito animada, eu adoraria gravar um filme — uma captura visual ao vivo. O problema é que você não pleneja isso — você precisa fazer isso em um local onde você esteja tocando duas noites seguidas; precisa ser vendido; precisa ser enorme; e precisa ser um público muito, muito vívido, divertido de filmar e divertido de se ver. Às vezes, meio que exclui certas cidades. As pessoas podem ser super-apaixonadas, mas podem ser muito, muito quietas. Certos países só têm uma maneira de apreciar as coisas com muita simpatia — eles estão concordando e eles estão aplaudindo e eles têm uma bebida em suas mãos, ao passo que se você for para Buenos Aires, eles vão acabar com o lugar, que é muito mais divertido de se olhar do ponto de vista do vídeo. Dependendo dessas coisas, está definitivamente na minha lista de tarefas. Eu definitivamente quero fazer nossa declaração de captura de vídeo do nosso show ao vivo, mas isso requer um monte de estrelas para alinhar, por isso vamos ver se isso acontece neste ciclo ou no próximo.

A parte norte-americana da turnê do Ghost, “A Pale Tour Named Death” começou em 25 de outubro em Grand Prairie, Texas. A jornada de quase dois meses inclui apresentações no Fórum em Los Angeles e no Barclays Center no Brooklyn, os primeiros concertos de arena americanos do grupo como atração principal.

O último álbum do Ghost, “Prequelle“, foi lançado em junho.

https://soundcloud.com/nobrownmms/cameron-interviews-tobias-forge-of-ghost-1

Encontre sua banda favorita