AMAHIRU é um projeto oriundo da colaboração musical entre o baixista Frédéric Leclercq ( KREATOR , ex-DRAGONFORCE ) e Saki ( MARY’S BLOOD , NEMOPHILA ), o qual lançará seu álbum de estreia autointitulado em 27 de novembro pela earMUSIC na Europa e nos EUA e pela Ward Records no Japão.

A amizade de Frédéric e Saki começou em 2015 quando MARY’S BLOOD abriu para DRAGONFORCE em Hong Kong. Eles se deram bem muito rapidamente e não demorou muito até que tivessem a ideia de colaborar em um projeto musical. Muitas ideias foram trocadas entre eles nos anos seguintes e, finalmente, chegou a hora de lançar seu álbum autointitulado.

Alguns músicos de destaque na cena do metal se reuniram para fazer deste projeto uma verdadeira banda. Coen Jansen do EPICA , que ajudou com alguns trabalhos de teclado para o novo álbum DRAGONFORCE , tocou teclados no disco. Depois vem Mike Heller , que ficou conhecido como super baterista do FEAR FACTORY e do RAVEN . Como vocalista do AMAHIRU , Archie Wilson foi convidado a se juntar ao grupo. Este vocalista do Reino Unido pode ser menos conhecido do que outros músicos envolvidos na banda, mas obviamente ele se tornou a chave para a música do AMAHIRU . Frédéric diz: “Ele tem uma voz poderosa, grande senso de ritmo e ele é versátil, porque ele pode atingir aquelas notas altas, cantar em um registro médio e também ser melódico e agressivo; a combinação perfeita para AMAHIRU .” Elize Ryd do AMARANTHE também participará como vocalista convidada.

A estreia do AMAHIRU também inclui a participação de Sean Reinert da banda americana de rock progressivo CYNIC , que, infelizmente, faleceu em janeiro. Além disso, algumas faixas incluem uma performance de shakuhachi interpretada por Kifu Mitsuhashi , conhecido por receber o Shiju hosho (a Medalha de Honra com Fita Púrpura) e a Ordem do Sol Nascente. Isso é o que chamamos de combinação de ocidente e oriente.

“Amahiru” foi mixado por Jens Bogren , que já trabalhou com DRAGONFORCE , KREATOR e SEPULTURA , entre outros. A masterização foi feita por Tony Lindgren , o braço direito de Jens . A arte da capa foi criada por Travis Smith , conhecido por suas colaborações com OPETH e KING DIAMOND . A edição do Japão terá um DVD bônus que inclui dois videoclipes, filmados no Japão.

“Amahiru” pode soar como uma palavra japonesa, mas na verdade não é. Curiosamente, foi cunhado pelo próprio Frédéric , não por Saki . Na verdade, a palavra nasceu em seu sonho.

“Estávamos tentando encontrar um nome e tive um sonho em que alguém me pedia para assinar um contrato com essa banda, AMAHIRU , e o número 13 continuava aparecendo no contrato”, relembra Frédéric . “Quando acordei, realmente me lembrei do sonho vividamente e comecei a fazer meu pequeno ‘processo de pensamento’. Eu criei o nome AMAHIRU , para que fosse mais fácil de pronunciar para os japoneses. Mas eu me pergunto, isso significa alguma coisa? Eu digito o nome na Internet, nada. Então tentei Hamahiru apenas por uma grafia diferente, e aqui é a coisa mais esquisita, Hamahiru significa 13 em basquiano. E eu não falo basquiano mesmo! “

O primeiro single de AMAHIRU , “Hours” , será lançado digitalmente na sexta-feira, 25 de setembro, e será acompanhado por um videoclipe.

Sobre a direção musical de AMAHIRU , Leclercq diz: “Sou influenciado por muitos artistas, quase tudo que ouço posso considerar uma influência e a música deve ser o reflexo disso. Com AMAHIRU , eu pessoalmente queria fazer algo descolado e melódico e ainda metal / hard rock. Não queríamos fazer 12 músicas soando iguais. Saki e eu temos muito em comum musicalmente e foi muito fácil trabalharmos juntos na mesma direção. “

Lista de faixas “Amahiru” :

01. Innocent
02. WTTP
03. Hours
04. Way Out
05. Ninja No Tamashii
06. Vanguard
07. Bringing Me Down
08. Lucky Star (feat. Elize Ryd)
09. Waves
10. Samurai
11. Bringing Me Down (alternative version) (feat. Sean Reinert)
12. Zombi (bonus track)
13. Shine (Japanese bonus track)

Formação no disco:

Frédéric Leclercq – Ritmo, Guitarra solo, Guitarra baixo
Saki – Guitarra solo
Archie Wilson – Vocais
Coen Janssen – Chaves
Mike Heller – Bateria