Muitos relacionam a vida à uma roda gigante, logicamente, pelos altos e baixos que nos encontramos em certas situações, e esses momentos são determinados por quão seguros estamos para enfrentar os dias ruins, e permanecermos desfrutando dos bons instantes. Mas, o fator decisório para essas ocasiões são as nossas escolhas, irrefutavelmente. Esse é o ponto de partida para começarmos a falar sobre Monday Morning Apocalypse, o sexto álbum da discografia da banda sueca de Progmetal, Evergrey, lançado em 27 de Março de 2006. A banda vinha de uma sequência magnífica, lançando uma trinca de álbuns sensacionais, começando pelo fora de série, “In Search Of Truth” , passando pelo muito bom “Recreation Day”, e finalizando com o sucesso de crítica e vendas, “Inner Circle”. São discos que elevaram o nível dos suecos, tanto o técnico, o lírico e o musical, as coisas pareciam fluir e que o caminho das pedras tinha sido encontrado. Lembram do que foi dito lá no início sobre confiança e escolhas, então, foi exatamente onde o Evergrey parece ter se perdido no caminho de pedras, excesso de confiança e uma escolha não tão acertada assim. A sonoridade antes intrincada e repleta de elementos que os credenciaram como uma das principais bandas do gênero da época, foram deixadas de lado em troca de uma linha mais direta e melódica. Dizer que se trata de um registro ruim é terminantemente fora de contexto, mas é muito aquém do que estávamos acostumados a sermos recepcionados. O álbum abre com uma promessa de pedrada, a música título é pesada, obscura e com uma melodia marcante – costumeiro de Tom S. Englund – é um dos melhores momentos do play.

Assim como a faixa citada, algumas outras brilham juntamente com ela, como é o caso de “Lost”, e a irretocável “In Remembrance”, que possui elementos do “antigo” Evergrey, um refrão arrebatador e um solo espetacular. Podemos destacar também a bela “Til Dagmar”, composta por Englund e tocada orinalmente do funeral da sua avó. “Still In The Whater” tem um quê de “Inner Circle” em sua composição, caberia facilmente no álbum antecessor ao causador dessa resenha.

O fato é que o Evergrey não nos entrega um o maior disco da sua carreira, mas, um divisor de águas, o qual transfere a banda para uma sonoridade mais direta, com riffs mais simples e vocais grandiosos, e de alguma maneira Monday Morning Apocalypse ficará gravado na cabeça dos seus fãs e ouvintes.

Evergrey – Monday Morning Apocalypse
Data de lançamento: 27 de Março de 2006
Gravadora: Inside Out Music

Tracklist:

1. Monday Morning Apocalypse (3:11)
2. Unspeakable (3:55)
3. Lost (3:14)
4. Obedience (4:14)
5. The Curtain Fall (3:09)
6. In Remembrance (3:34)
7. At Loss For Words (4:14)
8. Till Dagmar (1:40)
9. Still In The Water (5:18)
10. The Dark I Walk You Through (4:20)
11. I Should (4:52)
12. Closure (3:09)

Membros:
Tom Englund – vocal, guitarra
Henrik Danhage – guitarra
Rikard Zander – teclados
Michael Håkansson – baixo
Jonas Ekdahl – bateria

“Baixe nosso aplicativo na Play Store e tenha todos os nossos conteúdos na palma de sua mão. Link do APP: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.roadiemetalapp
Disponível apenas para Android”