Nascido em Havana, Cuba, em 16 de fevereiro de 1965, o pequeno David mudou-se com sua família para os EUA, aos 2 anos de idade. A família Lombardo se estabeleceu, então, em South Gate, na Califórnia. Ainda muito novo, com apenas 8 anos, Dave começou a manifestar interesse musical na bateria. Um álbum do Santana, que continha alguns bongôs, foi o responsável por despertar tal interesse. Seu direcionamento musical começou a mudar de estilo por causa do Led Zeppelin e principalmente do KISS.

Dave Lombardo

Ainda muito jovem, Dave juntou-se à banda da escola, onde tocava uma bateria de marcha. Logo percebeu que aquilo não era pra ele. Por causa de seu persistente interesse pela música, ainda com a tenra idade de 10 anos, seu pai comprou um kit de bateria Maxwin, por 350 dólares. Seu primeiro disco comprado para tocar junto à sua aquisição foi o “Alive!”, do KISS, lançado em 1975. Aprendeu a tocar sozinho a canção “100,000 Years” apenas ouvindo o disco várias vezes, até que foi capaz de tocar o solo de bateria perfeitamente.

Curiosamente, Dave pediu aos pais que tivesse aulas de bateria, porém estas só duraram uma única semana. O motivo foi que o garoto se cansou da repetitividade e as lições não progrediram, de forma que as aulas foram abandonadas. Um amigo de Dave o apresentou a Disco Music, muito em voga naquela época, levando Dave a ter mais afinidade com o Funk, a música latina e o Soul. Sob o nome de A Touch of Class, ele se tornou DJ para um discotecário móvel. Porém, passou a criar problemas em casa, por causa dos horários em que chegava, quase sempre próximo de amanhecer o dia. Por causa disso, seus pais o ameaçaram de leva-lo para um colégio militar. Desta forma, os shows terminaram ali.

Aos 13 anos, Dave voltou para o Rock, fazendo amizades com músicos do gênero, na região de South Gate. Dave foi-se afastando de tudo, inclusive dos estudos, o que era uma preocupação para seus pais. A vida nos palcos ao invés da escola era uma prioridade para ele. Lombardo foi para o colégio Pius X High School e lá se inscreveu num show de talentos, onde tocou “Johnny B. Goode”, de Chuck Berry, ao lado de um guitarrista chamado Peter Fashing. Sobre aquela apresentação, Dave disse que nunca esqueceria o barulho da multidão durante o solo de bateria. No dia seguinte, ele já era conhecido como David, o baterista. Sob o nome de Sabotage, apresentaram-se em diversos eventos, mas sem o devido sucesso de causar impacto. Ele deixou a banda, convencido pelos pais, para focar nos estudos e arranjar um emprego. Sua mãe lhe pediu que ao menos terminasse o ensino médio, pedido este que foi prontamente atendido por Dave, que se formou No South Gate High School, em 1983. Logo após sua formatura, foi recomendado por seu professor de redação técnica ao “Diesel Energy Systems Company”. Impressionados com suas habilidades, o contrataram na hora. Isto ocorreu na mesma época do lançamento do álbum de estreia do Slayer “Show no Mercy”, quando Dave tinha ainda 18 anos.

Slayer – 1986: Dave Lombardo, Jeff Hanneman, Kerry King e Tom Araya

Tudo começou aos 16 anos, quando Dave foi informado por seus amigos da banda Sinister, de Huntington Park (CA), de que havia um guitarrista, que residia perto dali. Na época, Dave trabalhava em um restaurante, onde fazia entregas e numa tarde, foi até a casa do guitarrista, chamado Kerry Ray King, um ano mais velho que ele. Dave se apresentou como baterista, disse que ouviu falar dele e o convidou para tocarem juntos. Além de aceitar o convite, mostrou a sua coleção de guitarras a Dave, mais tarde naquela noite. Os dois logo ficaram amigos, pois tinham diversas afinidades e começaram a ensaiar na garagem da casa de Dave. O jovem Jeff Hanneman juntou-se a eles e os ensaios continuaram. Porém, ainda faltava alguém, um vocalista, que fosse baixista. Um antigo colega de Kerry, que havia tocado com ele na banda Quits, que era chileno, chamado Tomás Araya, foi apresentado a Dave e Jeff. A formação do Slayer estava, então completa.

No entanto, Dave entrou e saiu algumas vezes ao longo da história do Slayer, até seu afastamento definitivo, em 2013. Envolveu-se em diversos trabalhos e projetos. Desde 2016, Dave Lombardo faz parte do line up do Suicidal Tendencies, de Hardcore/Trash.

Dave Lombardo é um baterista único, dono de um estilo que mistura rapidez e agressividade. Recebeu a alcunha de “O pai do bumbo duplo”. Quando toca com bumbo duplo, usa a técnica dos calcanhares levantados e posiciona os pedais em um ângulo específico. Possui um groove muito peculiar e é considerado um músico sobrenatural, tamanha é sua competência diante de um kit de bateria.

Dave Lombardo
Encontre sua banda favorita