Top 5: os álbuns que marcaram 1984

by Leandro Costa

O ano de 1984 foi recheado de clássicos, fazendo a escolha desses 5 álbuns muito difícil. Com o heavy metal e o hard “farofa” em alta, a lista de discos icônicos é gigante, com lançamentos relevantes de Rush, Deep Purple à Ratt e Mercyfull Fate. Então você , leitor da Roadie Metal, segura aí o palavreado que essa seleção deixará sim grandes discos de fora mas trará 5 álbuns essenciais, e listas são sempre polêmicas, então vamos lá!

Iron Maiden – Powerslave

O quinto álbum do Iron Maiden, lançado em 3 e setembro pela EMI, é uma máquina de clássicos, considerado por muitos como o melhor álbum da banda da chamada “era de ouro”, Powerslave não tinha como ficar de fora, sendo o segundo álbum da banda com a formação clássica e contendo músicas como “Two Minutes to Midnight”, a épica “Rime of the Ancient Mariner”, “Aces High”, a própria faixa-título, é um álbum essencial para todos os fãs da banda que marcou uma geração.

Yngwie Malmsteen – Rising Force

Os anos 80 foi excepcional para guitarristas “shredders” , os famigerados virtuosos, e o Rising Force (assim como o primeiro disco do Van Halen), foi um soco no estômago dos ouvintes. Lançado em 5 de março pela Polydor, o álbum solo de estreia do sueco Yngwie Malmsteen, que já tinha um certo prestígio por ter participado da banda Alcatrazz, é considerado como um dos melhores álbuns de guitarra solo de todos os tempos, e popularizou de vez o metal neoclássico. Músicas como “Black Star” e “Far Beyond the Sun” são clássicos absolutos e ajudaram também a alavancar a carreira do vocalista Jeff Scott Soto.

Metallica – Ride the Lightning

O Metallica aperfeiçoou a fórmula do seu tradicional thrash (que chegaria no ápice em Master of Puppets) e entregou um trabalho mais refinado e maduro no excelente Ride the Lightning. O segundo álbum da banda, lançado em 27 de julho pela Elektra nos EUA e Vertigo no Reino Unido, traz a bela instrumental “The Call of Ktulu”, a própria “Ride the Lightning” que teve a participação de Dave Mustaine na composição, as clássicas “Fade to Black” e “From Whom the Bell Toolls (presente em praticamente todos os shows da banda), enfim, um álbum indispensável do início ao fim.

Dio – The Last in Line

No último sábado completou 10 anos do falecimento de uma das maiores e mais poderosas vozes do metal, Ronnie James Dio, e entre os ótimos discos que ele lançou (tanto solo quanto com o Rainbow e Black Sabbath) está o The Last in Line (e seria uma heresia deixar esse disco de fora). Contando com um time de peso (como Vinny Appice na bateria e Vivian Campbell na guitarra), o álbum (que foi lançado em 2 de julho pela Vertigo) abre com a marcante “We Rock” e ainda contém as matadoras “Egypt”, “Evil Eyes” sem contar com a clássica faixa-título The Last in Line.

Van Halen – 1984

O último álbum com o “gigolô” Dave Lee Roth fecha nossa lista com chave de ouro. O sexto álbum do Van Halen, lançado logo no comecinho do ano, em 9 de janeiro pela Warner Bros, é o último com a primeira formação clássica da banda do virtuoso e revolucionário guitarrista Eddie Van Halen. O disco traz nada mais nada menos que o icônico “Jump”, além de “Panama”, “Hot for Teacher”, ou seja, uma máquina de hits e pra você que ama hard rock, ou é guitarrista ou gosta de boa música, tem que ouvir esse play sem desculpa!

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish