Slipknot: 21 anos do disco de estreia

by Eduardo Muralha
Slipknot
Slipknot

Venho por meio desta resenha, comunicar-me como o fã que sou e deixar o meu parecer sobre um dos discos mais orgânicos que já pude ouvir na vida.
Apesar de conhecer a banda já no The Subliminal Verses, voltando um pouco atrás na história dos mascarados, tive a oportunidade de ouvir o autointitulado Slipknot , 29 de junho de 1999. Um disco que na minha opinião, nem mesmo a banda será capaz de reproduzir, pela vivência do momento, o ódio contra todos que duvidaram do seu potencial (que também é bem explicito no IOWA), e o lance mais valoroso no álbum, e que mais chamou a minha atenção, é o fato de todos os instrumentos conversarem muito bem entre si, pois vejam bem, estamos falando de uma banda que adiciona ao seu line-up: percussão, turntables e samplers, então não é tão simples assim. E dentre os detalhes, as letras cheias de sentimento e experiência de vida. Como Purity, que conta a história fictícia de um assassinato de uma garota, raptada pelo ex- namorado e enterrada viva, vindo a falecer por asfixia e Get This onde a banda praticamente declara guerra contra o mundo inteiro, os seus interlúdios de arrepiar a espinha e mais vários detalhes existentes na obra.
Com certeza o fato de Ross Robinson ter sido o responsável pela produção, trouxe toda essa gama de sentimentos de dentro, para fora. Essa marca registrada do produtor, de tocar o artista no mais profundo do sentimental, pode ser visto em todas as suas produções, como Life is a Peachy, do Korn, onde o vocalista Jonathan Davis chega a chorar na canção Kill You, ao falar da sua madrasta, e até mesmo no subsequente trabalho Iowa, notoriamente um disco cheio de amargura e tensão.
Bom, mas voltando ao aniversariante do dia, os hits Wait and Bleed e Spit it Out, levaram o grupo a outro patamar de popularidade, além de surfar na onda do já nem tão novo assim “New-Metal”, tornando o disco de estreia o mais vendido da carreira dos 9 mascarados de Iowa, até os dias de hoje, chegando a alcançar a posição 51° na billboard 200, o que para um CD de estréia é um número e tanto.
O clipe de Spit it out foi um grande cartão de visitas da banda, recriando cenas do clássico filme O iluminado (1980), e ao passar na mtv brasil incansavelmente. Todos se perguntando que banda era essa, como aquilo possível e tudo mais.


Enfim, quem não teve a oportunidade de degustar essa obra-prima do metal, se sinta convidado a adentrar um mundo vezes obscuro, vezes esperançoso e até mesmo gore em certas situações. Esse é o Slipknot!

Slipknot

“Slipknot”
Gravadora: Roadrruner Records
Data de lançamento: 29/06/1999

FAIXAS

“742617000027”
“(sic)”
“Eyeless”
“Wait and Bleed”
“Surfacing”
“Spit It Out”
“Tattered &Torn”
“Frail Limb Nursery”
“Purity”
“Liberate”
“Prosthetics”
“No Life”
“Diluted”
“Only One”
“Scissors”
“Eeyore”

Nota 10/10

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish