Siegrid Ingrid, NervoChaos e Havok 666 – Container Pub Stop – Diadema / SP

0
0

2019 está em sua reta final, mas, parafraseando alguns conhecidos, ‘a desgraceira não pode parar’. Sendo assim, na penúltima sexta-feira do ano, o Container Pub Stop, localizado em Diadema (ABC Paulista, SP), foi palco de um importante evento para a cena musical extrema do Brasil: a volta oficial do SIEGRID INGRID, icônica banda de Thrash/Death/Crossover dos anos 90, reunindo-se após um longo hiato de 16 anos, além do grande NERVOCHAOS (que à propósito, nasceu de uma ruptura do SIEGRID INGRID, em 1996), e a abertura do HAVOK 666.

Responsável por dar o pontapé inicial ao evento, o HAVOK 666 subiu ao palco passados alguns minutos das 20h30. O duo Andre Brutaller (vocal e guitarra) e Felipe Wrecker (bateria) é oriundo da cidade de Salto, no interior de São Paulo, e traz uma sonoridade Death Metal em sua forma mais ríspida e brutal. Por ser a primeira vez que tive a oportunidade de acompanhar um show dos caras, confesso que, à princípio, a ausência de um baixista causou-me certa estranheza, mas que foi logo superada, tamanha a precisão e competência impostas pela dupla. O set foi bastante curto, com apenas 4 sons (“Feeding Fellings Of Aggression”, “Anti God’s Creation”, “Praise The Empty Christ” e “Integrate The Evil One”), mas animou o público e serviu como um excelente aquecimento para o que viria à seguir.

O segundo grupo a se apresentar na noite foi o NERVOCHAOS. Após algumas recentes mudanças de formação, o line-up se estabeleceu com Diego Mercadante (vocal e guitarra), Quinho (guitarra), Pedro Lemes (baixo) e o líder/fundador Edu Lane (bateria). Este show fez parte da turnê de divulgação do devastador “Ablaze” (2019), e como não poderia deixar de ser, boa parte do repertório foi extraída deste último lançamento. “Neccrocult” e “Demonic Juggernaut” abriram os trabalhos de forma visceral, e, sem pausa para respirar, tivemos “Whisperer In Darkness” e “Ad Maiorem Satanae Gloriam”. Do aclamado “The Art Of Vengeance” (2014) veio “For Passion Not Fashion”, seguida pela nova “Death Rites” (uma de minhas preferidas do play) e a clássica “Total Satan”. Não à toa, o NERVOCHAOS é considerado hoje um dos maiores nomes do Metal extremo tupiniquim, pois o som que este quarteto tira em cima do palco é absolutamente brutal. As últimas do novo álbum executadas foram “Feast Of Cain” e “Of Evil And Men”, e a pancadaria sonora chegou ao fim com a matadora trinca “Pazuzu Is Here”, “Moloch Rise” e “Pure Hemp”.

Finalmente, era chegada a hora de ver o retorno do SIEGRID INGRID aos palcos. Contando com a mesma formação que gravou o clássico “The Corpse Falls” (1999), sendo Mauro “Punk” (vocal), L. Morales Borô (guitarra), André Gubber (guitarra), Luiz Berenguer (baixo) e Evandro Junior (bateria), o grupo tomou o local com a dobradinha que abre o supracitado álbum, “Murder” e “The Path To Nothingness”, sucedidas por “Forces” e “The Falsity Is True”. Naturalmente, o setlist foi calcado no registro de 1999, mas não faltaram porradas do primeiro full-lenght, “Pissed Off” (1995), como a faixa-título, “When You Die” e “Enéas”. Além do claro entrosamento entre todos os instrumentistas, chama muito a atenção a insana presença de palco do hiperativo Punk (totalmente recuperado de seus problemas pessoais, vale dizer), com trejeitos e energia únicos, um verdadeiro show à parte. Completaram o repertório deste show direto e destruidor: “Your Trivial World”, “Demência”, “Depressed” e “Suicide”, esta última sendo a derradeira da noite.

SETLISTS

SIEGRID INGRID

  1. Murder
  2. The Path To Nothingness
  3. Forces
  4. The Falsity Is True
  5. Your Trivial World
  6. When You Die
  7. Pissed Off
  8. Demência
  9. Depressed
  10. Enéas
  11. Suicide

NERVOCHAOS

  1. Necroccult
  2. Demonic Juggernaut
  3. Whisperer In Darkness
  4. Ad Maiorem Satanae Gloriam
  5. For Passion Not Fashion
  6. Death Rites
  7. Total Satan
  8. Feast Of Cain
  9. Of Evil And Men
  10. Pazuzu Is Here
  11. Moloch Rise
  12. Pure Hemp

HAVOK 666

  1. Feeding Fellings Of Aggression
  2. Anti God’s Creation
  3. Praise The Empty Christ
  4. Integrate The Evil One