Resenha: Ignited – Steelbound (2019)

by Jéssica Alves

A banda Ignited acaba de lançar o seu álbum Steelbound e a obra de estreia já nos apresenta uma grande promessa no metal brasileiro. A exibe linhas de Heavy Metal Tradicional somadas a uma atmosfera mais moderna, que enriquecem as canções

Produzido por Thiago Bianchi, Steelbound conta com 10 faixas matadoras que agradarão aos fãs do estilo. Começando pelo single “Ignition“, lançado em outubro nas plataformas digitais. Um heavy de fazer bater cabeça e logo somos apresentados ao poderoso vocal de Denis Lima. Agudos marcantes e agressividade. E o solo da guitarra de Dalton Castro acompanha o peso.

“Pain” segue uma linha mais cadenciada, nos lembrando heavy metal das antigas, anos 80, com direito a coro acompanhando o vocal principal. Uma faixa mais rápida mas marcante.

A faixa título “Steelbound” tem a rápida e eficiente bateria Maurício Velasco e logo a faixa fica mais melodiosa. E o refrão chama a atenção, além de um belo solo de guitarra.

Mias lenta “Living in The Dark” tem instrumental e linhas vocais de um metal mais moderno, mas seguindo a proposta do álbum. “Call Me To Run” já entra na linha mais veloz e tradicional.

A balada “Times” também é destaque no álbum, com violão e vocal suave e que mescla com peso hard/heavy. “Rotting” fecha o álbum com chave de ouro, mais uma vez mostrando um bom heavy metal pra bater cabeça.

O álbum segue a proposta de fazer um heavy metal. Refrões cativantes, boas melodias e peso são apresentados neste belo trabalho, que vale a pena ser conferido.

Faixas
1- Ignition
2 – Pain
3 – Steelbound
4 – Living in The Dark
5 – Call Me To Run
6 – Times
7 – Ground Pouding
8 – Shinning Void
9 – Roaring Gears
10 – Rotting


Formação
Denis Lima – Vocais
Dalton Castro – Guitarra
Sama Benedet – Baixo
Maurício Velasco – Bateria

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish