Resenha: Dead by Sunrise – Out Of Ashes (2009)

by Marcelo Sant'Anna

O nome Chester Bennington te lembra algo? Pois então, o já saudoso vocalista do Linkin Park era realmente um artista inquieto.

Além de sua plena dedicação ao Linkin Park, ele ainda teve tempo de participar de um EP com os caras do Stone Temple Pilots em 2013 (chegando a fazer uma sequência de shows). Além disso fez participações em filmes como Adrenalina (2006), Adrenalina 2 (2009) e Jogos Mortais (2010), fora as participações em músicas de outros artistas.

Porém, o que merece destaque mesmo é seu projeto paralelo, o Dead By Sunrise. Que no início havia sido batizado de Snow White Tan.

Em Out Of Ashes (primeiro e último lançamento deste projeto), Chester finalmente trouxe a público composições feitas durante vários anos e que, em seu modo de ver não cabiam na sua banda principal (você vai entender a razão). Neste álbum, ele se juntou aos caras da banda californiana, Julien-K e lançou o trabalho que viria a ser o mais obscuro de sua carreira.

Esse álbum é um verdadeiro deleite para os fãs que buscam desesperadamente por novas músicas onde a voz marcante e inesquecível do Chester ainda possa ser ouvida de modo “inédito”. Pois infelizmente novas músicas não surgirão para matarmos as saudades.

Neste álbum você encontra 100% da voz do Chester, pois não existe a divisão e parceria dos vocais com o Rap do Mike (Shinoda do Linkin Park).

Em um primeiro momento Dead By Sunrise vai lembrar Linkin Park com certeza, por ser a mesma voz e também por conta de que as composições seguem uma linha instrumental de um modern rock eficiente com uma mistura de new metal, post grunge, punk rock e pitadas de pop eletrônico. Para nossa sorte, em vários momentos as melodias permitem lembrar de maneira intensa a bela voz do Chester. Os fãs dedicados, ao fazer uma busca mais aprofundada do significado das letras irão entender melhor as mensagens passadas neste álbum, que apesar de proporcionar uma ótima audição, vai mostrar explicitamente um ser triste, perdido e angustiado com sua própria existência. Esse álbum é sim melancólico e provavelmente uma declaração pública de que as coisas não iam bem com Chester. Essas letras não caberiam em um trabalho do Linkin Park.

Dead By Sunrise

Nas 13 faixas deste álbum podemos destacar:

“Fire”, Que abre o álbum e te faz ter dúvidas se realmente é ou não Linkin Park. A música é simples, sem nada de enrolação e possui uma pegada bem pop com refrão pegajoso, apesar da letra abordar o sofrimento da perda de alguém amado que morreu.

Em “Crawl Back In“, Chester dá praticamente um Spoiler de que cedo ou tarde iria encerrar sua história de vida nesse planeta. Nessa música que tem uma pegada mais punk pop com vocais mais rasgados ao “estilo Chester”. Ele diz “querer voltar a sua vida de antes” e também diz “as vezes sentir vontade de morrer”. Apesar de uma ter uma vibe mais animada, essa música mostra um lado dele, que infelizmente veio ficar explícito anos mais tarde. Essa faixa possui vídeo clip oficial (link abaixo).

A pegada instrumental “pra cima” de “Too Late” contrasta diretamente com a tristeza melancólica de um arrependimento por algo do passado na letra feita por Chester. Sem se apegar ao conteúdo da letra, essa faixa é exemplo de uma sofisticação na melodia e rimas, com potencial gigantesco para as antigas FM de Rock.

“Inside Of Me”, carrega um jeitão mais hard rock, com muita energia. Música mais direta, sem introdução, vocal um tanto quanto agressivo, mas nada absurdo. Dá pra perceber no início uma levada meio Helmet (banda influente de metal alternativo de Nova York dos anos 90), entretanto os sentimentos expressados na letra mostram realmente alguém que está infeliz com o rumo de sua vida.

“Let Down“, com certeza essa era pra ser o maior hit desse álbum/projeto, inclusive essa ganhou um vídeo bem bacana. Melodia perfeita, efeitos eletrônicos na medida certa e refrão que gruda de maneira insistente na cabeça. A estrutura da música é simples, e bem como o álbum inteiro, não se surpreenda com mais essa letra depressiva.

Finalizando os destaques. Em “Into You”, Chester acaba mostranto o seu lado de amor platônico nessa letra. Essa faixa que tem inicio bem suave, com bastante sintetizador e programação,na metade muda bastante, com adição de guitarra distorcidas e o teor das letras. Tudo funciona.

Poucos conhecem esse álbum do Dead By Sunrise que merece ser difundido e com certeza ser lembrado junto aos demais trabalhos do Linkin Park, na belíssima e curta carreira de Chester Bennington.

Dead By Sunrise – Out Of Ashes
Data de lançamento: 13 de outubro de 2009
Gravadora: Warner Bros. Records

Tracklist
1 – Fire
2 – Crawl Back In
3 – Too Late
4 – Inside Of Me
5 – Let Down
6 – Give Me Your Name
7 – My Suffering
8 – Condemned
9 – Into You
10 – End Of The World
11 – Walking In Circles
12 – In The Darkness
13 – Morning After (bônus track)

Line Up
Chester Bennington – Vocais, guitarra e sintetizador
Amir Derakh – Guitarras e contra baixo
Ryan Shuck – Guitarra, sintetizador e Beat Box na faixa “In The Darkness”
Anthony ‘Fu’ Valcic – Programação e sintetizador
Brandon Belsky – Contra baixo, sintetizador e programação
Elias Andra – Bateria

  • 8.5/10
    Dead by Sunrise - Out Of Ashes (2009) - 8.5/10
8.5/10

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish