Girls on The Front: “é muito bom ver outras mulheres trabalhando duro para conquistar seu lugar”, Alessandra Lodoli, vocalista da Inanimalia

by Daniela Farah

GIRLS ON THE FRONT é um quadro criado por 4 redatoras para falar sobre mulheres e para encorajar outras a continuarem o seu objetivo na música e, para isso, contaremos a vida e carreira de mulheres no metal brasileiro e internacional. Nessa edição, conheceremos mais sobre a Alessandra Lodoli, vocalista da Inanimalia.

Ela concedeu uma entrevista exclusiva para a Roadie Metal em que fala sobre seu início na música, suas referências, mulheres na cena do metal e mais.

Conta pra gente um pouco da sua história. Quando você se interessou pela música?

Alessandra Lodoli: Desde muito pequena já convivi com música, seja através do meu pai ou dos meus irmãos, sempre gostei imitar cantores, mas inicialmente nunca cheguei a pensar em seguir carreira musical. Na adolescência cheguei a fazer piano para aprender algum instrumento, ainda sim, cantava mais por diversão. Nos meus dezesseis anos me senti desafiada a cantar gutural, pois conhecia a banda Arch Enemy e achava muito interessante uma mulher cantar dessa forma, até cheguei a ter uma banda cover, que não durou muito tempo. Quando entrei na faculdade de arquitetura, acabou que parei o conservatório de música, mas decidi entrar para um coral da cidade que fazia várias apresentações voltadas para ópera, foi lá que comecei a ter aulas de canto particular pois, antes disso, acreditava que cantar era algo nato, o que é um pensamento errôneo de muitos. Um pouco antes de finalizar a faculdade de arquitetura fui incentivada a prestar a Fuvest e consegui ingressar em canto lírico na USP e, se tratando do meu trabalho com o Inanimalia, foi na USP que conheci o Thales e o Cazuza e montamos a banda. Hoje, também com minhas amigas da USP, tenho o grupo Gaearon que segue uma linha diferente voltada para música folclórica, eu diria que esse grupo já é o meu lado princesa.
No fim, digamos que minhas experiências musicais foram muito orgânicas, não tão planejadas, foi tudo no “Bora?” “Fechou”, mas digo que, a partir do momento que assumi isso, sempre busquei melhorar e aprender com diversos professores e suas diversas experiências e técnicas que, mesmo no canto lírico, existem diversas formas de ser ensinado.

Quais as características mais marcantes sobre o seu trabalho?

Alessandra Lodoli: Bom, se tratando do meu trabalho com o Inanimalia, algo que nos marca seria a versatilidade de vocal nessas nossas novas músicas que estão para serem lançadas onde utilizamos misturas de vocal limpo com gutural. Sinceramente, gosto dessas misturas, sempre dão caras diferenciadas para as músicas, além de eu amar estudar versatilidades vocais, entender o que pode ser feito dentro da produção vocal.

Qual artista feminina te inspirou e/ou inspira?

Alessandra Lodoli: Tenho várias artistas que me inspiram, no caso do canto lírico Anna Netrebko e Elina Garanca são as que tenho mais admiração, suas vozes são belíssimas e muito bem trabalhadas. No rock/metal Tarja Turunen, Floor Jansen, Maria Brink e Lzzy Hale são vocalistas bem interessantes pela qualidade técnica, dá para aprender muito só de ouvir, agora já voltado para canto gutural não posso deixar de falar da Angela Gossow, ela foi a minha inspiração para aprender gutural.

Na sua opinião, o que é necessário para ser uma boa cantora?

Alessandra Lodoli: Eu acredito que para cantar bem em primeiro lugar é preciso força de vontade e querer, depois botar a mão na massa e estudar, saber que sempre é necessário manter os estudos e buscar bons professores e saber que sempre podemos aprender coisas novas, sei que existem pessoas com mais facilidade que outras, mas acredito que o estudo constante é o mais importante.

O que você falaria para a Alessandra do início da carreira?

Alessandra Lodoli: Talvez diria algo tipo “pare de procrastinar e vai estudar, aproveite o tempo que tem em mãos para poder crescer”. Na realidade, acho que falo isso para mim até hoje.

O que acha que deveria melhorar no underground?

Alessandra Lodoli: O apoio é sempre o mais importante, valorizar as bandas, seus inícios de carreira, comparecer a eventos, compartilhar informações, enfim, precisa da união, pois nem sempre o começo é o ideal mas se existe retorno para os envolvidos eles tendem a buscar melhorar. Outra coisa também que devemos pensar é melhorar a comunicação e divulgação, e entender porquê as informações e notícias não chegam na maioria das pessoas, por exemplo, tenho amigos que gostam da cena mas nem sabem o que acontece na cidade, mas quando se trata de um show de sertanejo aquilo é martelado em nossas cabeças durante meses.

As mulheres estão conquistando um espaço maior no Heavy Metal, qual sua visão sobre isso?

Alessandra Lodoli: Isso é ótimo, é muito bom ver outras mulheres trabalhando duro para conquistar seu lugar, isso faz com que nos identificamos e sabemos que também podemos ser capazes, o caminho ainda é duro e sempre tem o “besta” para falar mal e sair criticando sem ter algum argumento concreto ou que seja construtivo, sinceramente não entendo esse tipo de pessoa, mas elas existem e temos que passar por cima, afinal estamos trabalhando e sempre vai ter um incomodado com o trabalho alheio.

Que conselho você dá para as meninas que estão sonham em seguir carreira no metal?

Alessandra Lodoli: Meu conselho seria: se quer vai fazer, vai agir, vai buscar, se for esperar o aval dos outros vai ficar parada, então lute com tudo o que tem! E não se esqueçam, procurem pessoas que compartilham do mesmo sonho pois, uma coisa eu aprendi com o Inanimalia, ninguém faz nada sozinho, é um trabalho em grupo que precisa ser distribuído. O primeiro passo é difícil, mas determinação é importante.

E quais os planos para o futuro?

Alessandra Lodoli: Quero trabalhar duro para que os meus dois grupos cresçam, o Inanimlaia e o Gaearon, quero fazer o bonde andar em altas velocidades, não esquecendo de sempre estudar e aprimorar.

Você pode deixar uma mensagem, para os seus fãs e leitores da Roadie Metal?

Alessandra Lodoli: Deixo aqui duas mensagens:
Gente, apoiem as bandas, bandas de amigos, compartilhem as informações, ajudem as bandas a crescerem e se aprimorarem, se dedicarem cada vez mais a produzir novos materiais.
Agradeço a toda equipe da Roadie Metal pela entrevista e pelo suporte que tem nos dado nessa luta, aos amigos e fãs que tem nos ajudado e apoiado, é muito gratificante quando temos retorno daquilo que fazemos.

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/inanimalia/
Instagram: https://www.instagram.com/inanimalia_official/ | https://www.instagram.com/alelodoli
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQFvodF6lAxpbAl8h0WcsJw

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish