AC/DC: rumores indicam novo álbum para este ano, em turnê pela Austrália no outono.

0
1

Há rumores de que o AC/DC esteja perto de anunciar uma turnê mundial por estádios. Aparentemente, a jornada incluirá o cantor Brian Johnson, que foi forçado a deixar a banda no meio da turnê há quase quatro anos devido a um nível perigoso de perda auditiva. Ele acabou sendo substituído na estrada pelo vocalista do GUNS N ‘ROSES, Axl Rose.

Na segunda-feira (20 de janeiro), a personalidade de rádio australiana Eddie McGuire discutiu a possibilidade do retorno dos lendários do hard rock em seu programa de café da manhã em Triple M Melbourne.

Eddie disse (ouça o áudio abaixo): “Meu e-mail é que haverá um novo álbum lançado pelo AC/DC em fevereiro ou março deste ano, mas também que o AC/DC estará em turnê na Austrália em outubro ou novembro de 2020. E depois de muito trabalho e muita pesquisa técnica, eles conseguiram um aparelho auditivo para Brian Johnson, que estará na frente, e até Phil Rudd pode estar de volta ao grupo tocando bateria com Angus [Young, guitarra] para que eles tenham três – bem, não os originais, mas três dos veteranos se quiserem. Eles tiveram algumas mudanças ao longo da jornada, mas Angus na frente, Brian Johnson lidera cantando, e talvez Phil Rudd, depois dos problemas que teve nos últimos tempos”.

Há um ano e meio, Johnson e Rudd, juntamente com Angus Young e seu colega guitarrista Stevie Young, foram fotografados no Vancouver’s Warehouse Studios. Com base nas fotos, a suposição era que o AC/DC estava no meio de fazer – ou pelo menos planejar – outro álbum, com Rudd e Johnson ambos de volta à programação.

Desde que o AC/DC completou o ciclo de turnê de seu álbum de 2014 Rock Or Bust“, três anos e meio atrás – uma jornada turbulenta que resistiu à aposentadoria forçada e à morte eventual do co-fundador Malcolm Young, além das partidas de Johnson, Rudd e o baixista Cliff Williams – os fãs se perguntam se o único membro fundador Angus Young manterá a banda ou decidirá que é hora do AC/DC embalá-la.

Em fevereiro passado, uma foto apareceu nas mídias sociais, sugerindo que Williams também retornou ao AC/DC e aparecerá no álbum de retorno.

Um relatório de setembro de 2018 da revista JAM! cita uma “fonte confiável dentro do grupo do AC/DC” como indicando que a banda estava gravando um novo LP que utilizaria faixas de guitarra inéditas de Malcolm Young em todas as músicas.

Rudd foi demitido do AC/DC quando foi condenado a oito meses de detenção em casa por um tribunal da Nova Zelândia em 2015, depois de se declarar culpado de acusações de ameaça de morte e posse de drogas.

Rudd, que já apareceu em quase todos os 18 álbuns de estúdio do AC/DC, fez uma turnê recentemente em apoio à sua estreia solo em 2014, “Head Job“. Foi o lançamento desse álbum que levou indiretamente à prisão de Rudd, com o baterista supostamente tão bravo com uma assistente pessoal pela maneira como o disco foi promovido que ele ameaçou matar o homem e sua filha.

https://www.dailymail.co.uk/tvshowbiz/article-7905541/AC-DC-set-tour-Australia-later-year-Brian-Johnson.html?ico=embedded