21 álbuns do Século XXI: #02 – Mystic Prophecy – Vengeance (2001)

by Mauro Antunes

Quem acompanha a cena Heavy Metal de perto, sabe que a Alemanha é o berço do Power/Speed Metal mundial. Em meados dos anos 80, o Accept, deu possivelmente, o pontapé inicial, complementado depois, pelo Helloween, com um impacto sonoro tão estrondoso, que milhares de bandas seguiram esses passos e formaram quase que uma seita, com fãs alucinados em todos os cantos do planeta, todos eles, obviamente, influenciados, e muito, pelos britânicos do Judas Priest, que abriram essa porta.

E assim vieram bandas como Gamma Ray, Running Wild, Grave Digger, Blind Guardian e tantas outras que seguiram (e seguem) esse mesmo direcionamento musical.

Durante os anos 90, outros nomes surgiram como por exemplo, o Primal Fear, Paragon, Brainstorm, e pouco mais a frente, o Mystic Prophecy, banda então formada pelo vocalista Roberto Dimitri Liapakis, pelo baixista Martin Albrecht, o baterista Dennis Ekdahl, e empunhando as guitarras, ninguém menos que o guitarrista grego Gus G., que ganhou ascensão mundial após substituir Zakk Wylde na banda solo do Príncipe das Trevas, o Metal God, Ozzy Osbourne. Gus é daqueles músicos que transforma em ouro, tudo o que toca, literalmente falando.

“Vengeance” foi lançado originalmente pelo pequeno selo alemão B-Mind Records, mas pouco depois, foi relançado pela gigante Nuclear Blast, que deu o reconhecimento e vislumbrou que um diamante estava sendo lapidado na cena Power Metal. Em linhas gerais, o que temos é um álbum ultra pesado, cru e sem absolutamente, nenhuma firula.

Depois da dispensável intro, “1545 – The Beginning”, a pancadaria começa com “Sky’s Burning” onde Gus dá uma aula de riffs, e Liapackis cantando no timbre certo sem querer subir o tom em demasia. “Welcome (in the Damned Circle)” tem um riff de abertura que te deixará maluco, parece ser de uma banda de Thrash Metal, tamanha a ferocidade.

“Dark Side of the Moon” tira um pouco o pé do acelerador com uma levada mais progressiva; “In the Mirror” é a balada emocional em que Liapackis se destaca com uma linda interpretação. E como não poderia deixar de ser, a épica “Fallen Angel” é de tirar o fôlego até do mais resistente headbanger, cheio de viradas de bateria e riffs pesadíssimos.

Hoje, 19 anos depois do disco de estreia, o Mystic Prophecy continua firme e forte, e apenas o seu líder e mentor, RD Liapackis ficou da formação original. Gus G deixou o barco em 2005, mas plantou a semente de uma banda que veio pra ficar. Fortemente indicado a fãs de Power/Speed Metal. Experimente!

Mystic Prophecy – “Vengeance” (na íntegra)

Mystic Prophecy – Vengeance
Data de lançamento: 24 de agosto de 2001
Gravadora: Nuclear Blast

Tracklist
01 – 1545 – The Beginning
02 – Sky’s Burning
03 – Damnation and Darkness
04 – Welcome (in the Damned Circle)
05 – Dark Side of the Moon
06 –River of Hate
07 – In the Mirror
08 – In the Distance
09 – When Shadows Fall
10 – Fallen Ange
l

Formação
Roberto Dimitri Lipiackis – vocal
Gus G. – guitarra
Martin Albrecht – baixo
Dennis Ekdahl – bateria

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish