Roadie Metal Cronologia – Voivod – Killing Technology (1987)

O terceiro álbum do Voivod, “Killing Technology”, foi lançado em 03 de abril de 1987, um dos anos mais grandiosos para a música pesada. Inúmeros discos espetaculares foram lançados neste período. E, sem nenhuma dúvida, podemos encaixar neste grupo, este trabalho do quarteto canadense. Apostando em uma sonoridade que unia o heavy, o thrash e o punk, a banda deu um passo adiante com em “Killing Technology”, de certa forma, “refinando” sua música. Não que aqui aparece grande virtuosismo ou uma produção cristalina. Mas temos a essência da banda intacta, agregando à ela elementos mais trabalhados.

Snake (vocal), Piggy (guitarra), Blacky (baixo) e Away (bateria), acabram juntando elementos do progressivo ao som do grupo, tornando ainda mais único o que faziam. Produzido por Harris Johns e pela própria banda, o álbum apresenta uma produção que casou bem com a proposta da banda. Suja mas plenamente audível, pode-se perceber toda a expressão rude e ao mesmo tempo mais trabalhada da banda. Enquanto Snake traz aquele vocal característico, rasgado e bastante agressivo (e fica nítida sua influência em muitos vocalistas que vieram depois, principalmente no thrash metal), Piggy capricha em riffs rípsidos e diretos. A cozinha composta por Blacky a Away, mostrava ótimo entrosamento. A faixa título, por exemplo, com seus mais de sete minutos é um bom exemplo disso.  Com uma boa dose de variações em sua execução e com um refrão intenso, a faixa mostra o que viria a ser o Voivod a partir de agora. Deixando um pouco aquele “jeito tosco” para trás, a banda teve coragem de experimentar novas direções e com isso acertou em cheio.

As demais faixas que integram “Killing Technology” são  ” Overreaction”, onde o baixo deixa bem claro o porque Lemmy é Deus,”Tornado”, com sua urgência punk/hardcore, “Too Scared To Scream”, com boas doses de progressivo em seu andamento, mas que recebe uma injeção de peso, muito pelos riffs insanos de Piggy, tendo até, de certa forma, algo minimalista em sua execução, ” Forgotten in Space”, com linhas interessantes, que fogem das demais composições que compõem o trabalho, “Ravenous Medicine”, talvez a melhor faixa, com uma pegada bem thrash, que é na mesma linha de “Order of the Blackguards”, mesmo possuindo andamentos diferentes, “This is Not an Exercise”, onde Blacky e Away mostram que a base rítmica do grupo nunca deixava a desejar, e o encerramento com “Cockroaches”, uma verdadeira aula de como a união de estilos proposta pelo grupo funcionava de forma simples e eficiente.

Apesar de toda a história e importância do grupo, o Voivod é visto por muitos como ma banda “cult”. Uma enorme injustiça, que fique bem claro. Uma rápida passada na discografia do grupo pode comprovar isso. E essa é uma das finalidades dessa sessão. Despertar em você a curiosidade ou até mesmo aquela vontade de ouvir de novo determinadas bandas. E ao fazer isso, nesse ccaso específico, você irá descobrir uma grande banda!

 

Formação:
Snake (Denis Bélanger) – vocais
Piggy (Denis D’amour) – guitarras
Blacky (Jean-Yves Thériault) – baixo
Away (Michel Langevin) – bateria

 

Track list:
01. Killing Technology
02. Overreaction

03. Tornado

04. Too Scared To Scream

05. Forgotten in Space

06. Ravenous Medicine

07. Order of the Blackguards

08. This is Not an Exercise

09. Cockroaches

Compartilhe:

Tags

Sobre: Sergiomar Menezes

Sergiomar Menezes

Sergiomar Menezes, 40 anos. Fã de rock e heavy metal desde 1985, ou seja, desde o primeiro Rock in Rio. Dentro do estilo, curto e aprecio muitos sub estilos. Do Black ao hard, do Tradicional ao Brutal Death Metal, do Clássico ao Thrash, Do punk ao Doom, se for metal e honesto, tem pelo menos meu respeito.

Você talvez também goste...

Comentários

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!