Opinião: Dicas básicas para quem procura a história do ROCK e METAL em LONDRES

Londres é com toda certeza o destino preferido de qualquer amante do Heavy Metal.

Também não é por acaso, a capital de muitos artistas e gêneros ligados ao Rock e ao Metal, contém elementos diversos que comprovam que ali foi o berço de tantas bandas e estilos, assim como os Estados Unidos em cidades como Nova York, Los Angeles, São Francisco ou Flórida.

Mas o ambiente fascinante, berço da literatura de Shakespeare, Conan Doyle (criador de Sherlock Holmes), Charles Dickens, Willian Blake, OscarWilde é também o mesmo terreno onde surgiu grandes figuras da música como The Beatles, Led Zeppelin, Rolling Stones, Jimmy Hendrix e tantas outras figuras que no momento não vamos avançar em descrever.

Foi então que pensei que era necessário conhecer Londres, em parte que seja, para entender o que todo aquele berço histórico e cultural de tantas manifestações sociais, artísticas, políticas e com uma influência grandiosa na humanidade podia ter de tão empolgante.

Parte do velho mundo, a Inglaterra é uma ilha que pertence à Grã Bretanha  ou Albion (Reino Unido, Escócia, País de Gales, Irlanda) e ao Reino Unido– United Kingdom of Great Britain and Northern Ireland, (Grã Bretanha + Irlanda do Norte) carinhosamente chamada de UK.

Atualmente, embora pertença parcialmente à União Européia, o Reino Unido está vivendo as decisões do tratado de BREXIT (clique no nome para saber mais sobre o fim desse acordo com a união europeia em 29 de março deste ano).

 

Mas vamos falar de ROCK?

Logo que cheguei na capital do NWOBHM – New wave of the British Heavy Metal,  fui para a área nobre de Richmond, e que também é perto de Hammersmith e Chiswick. Foi mesmo uma experiência única, estar tão perto do Rio Tâmisa, e hospedada ao lado de vários artistas de Rock. Richmond é uma região afável e tem um vento de lascar nesse inverno. Logo que cheguei fui conversar sobre rock e vieram me falar se eu não conhecia:

T REX

T-Rex  – Foi um emblemática banda dos anos 60 que é muito conhecida e admirada por muitos ainda por lá. Eles foram também precursores de uma postura que influenciou bandas como Led Zepelin, por exemplo.  Confere aí.

Jimmy Hendrix

Depois o assunto do momento foi : “Você precisa conhecer o museu do Jimmy Hendrix” – Nada mais é que a casa em que ele viveu, seus pertences e veja só,  também foi a casa do compositor clássico germânico, naturalizado inglês George Frederik Handel, imortalizado pela sua obra MESSIAS.

The Beatles

Tirar foto na Abbey Road é o que você tem para fazer em Londres, ou pode dar um pulinho à Liverpool e lá com certeza você terá um monte de coisas para ver sobre eles. Lembrando que Liverpool é outra cidade.

 

Mas o que mais me motivou em Londres era conhecer EAST LONDON

Esta região de Londres, conhecida pela cultura Cockney é onde surgiram as bases de bandas como Iron Maiden, Black Sabbath e até mesmo onde se encontrava Amy Winehouse.

Então, você pode conhecer locais como Camden Town, Stratford e Leyton para se deliciar com a periferia mais charmosa da Europa. Como Maiden maníaca, não pude deixar de visitar os lugares mais importantes na história da banda e de quebra, consegui encontrar muita gente que fez aquilo acontecer.

Dicas sobre a Terra do Metal – Londres

  • Não se engane com o tamanho da Europa e da cidade no mapa. Londres tem mais de 8 milhões de pessoas e é uma dos mais importantes centros financeiros do mundo, junto com Nova York e Tóquio. Os lugares para se conhecer são DISTANTES.

 

  • Você pode optar em usar metrô, ônibus ou trem. Mas já aviso. A passagem é cara, especialmente de METRO – e sinceramente eu prefiro mil vezes o ônibus! Demora mais , mas vale a pena.

 

  • Em qualquer lugar de Londres você verá um imigrante. O que não quer dizer que em outros países não tenham, mas parece que todos os indianos, iranianos e coreanos estão lá. E tem também todo tipo de gente maluca nos transportes públicos. Histórias não faltam…

  • Se você quer um lugar alternativo para ir, vá para Camden High Street e no final dela tem uma feira interessantíssima (não sei se é permanente) e vale muito a pena comprar la. Mas antes de chegar ao final, muitas e muitas lojas de Iranianos vão te fazer passar muita raiva. As coisas não tem preço. Você chega lá, ele olha na tua cara, joga o preço pra cima (acho que pensaram que eu sou rica) e se você for ingênua, vai pagar fortunas por produtos que fedem à guardado e não durariam nem uma semana. Mas veja só: Lá você encontra coisas fascinantes como aquelas botas malucas do Kiss ou do Marilyn Manson e acessórios Rock n Roll. Mas sempre pechinche. E sem dó!

 

  • Se você está a procura de PUBS, eles estão em todos os lugares. E se você procura por PUBS que lançaram grandes figuras da música como o Crawdaddy Club, o Ruskin Arms, o Marquee Club, saiba que esses lugares que fizeram tanto impacto no passado hoje são outros estabelecimentos comerciais ou estão fechados. Se você é fã do Maiden, o Cart and Horses, graças a Deus, ainda está aberto e é um templo para o fãs. (A carinha de feliz que eu tô aí).

 

 

  • Não venha no inverno e não venha com pouco dinheiro. Se você não gosta de frio e gosta de economizar – O REAL na hora da conversão pra LIBRA desaparece na sua mão. O mesmo para Euro, mas em poucas proporções… Embora os locais sejam aquecidos, você vai andar muito e aturar a direção de rua e de carros ao contrário tentando não ficar tonto ou ser atropelado.

 

  • Saiba Inglês. Tentar o portunhol ou portunhês aqui não vai adiantar. Ainda que tenha muitos imigrantes, eles realmente sabem falar o inglês, como segunda língua.

 

  • Tudo que você imaginar, acontece nessa cidade. Mas lembre-se que o Rock e principalmente o Heavy Metal, já saiu de moda e Londres vibra em todos os estilos. Com um bom guia de onde você quer ir, você consegue viver experiências legais, mas aqui as coisas fluem numa velocidade imensa. Mas apesar disso, enquanto falo isso olho para os céus e um avião lentamente escorrega no céu, descendo em Heathrow.

Fica ligado que tem mais!

Compartilhe:

Tags

Sobre: Verônica Mourão

Verônica Mourão

Sou fãnzona de Metal, Rock´n Roll e Worldmusic. Atuo como redatora de conteúdo, professora de dança e sou apaixonada com história, marketing, viagens e antropologia. Iron Maiden é minha banda preferida no metal, mas ouço qualquer som desse segmento desde os 9 anos de idade diariamente! Verônica Mourão

Você talvez também goste...

Comentários

Inscreva-se em nosso Feed

Esteja atualizado com tudo que acontece na cena Rock/Metal!

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!