Girls on the Front: Camila Oliveira – Angelique

by Aline Costa

GIRLS ON THE FRONT é um quadro criado por 4 redatoras para falar sobre mulheres e para encorajar outras a continuar o seu objetivo na música e, para isso, contaremos a vida e carreira de mulheres no metal brasileiro e internacional. Hoje será a vez de conhecermos mais sobre a vocalista da banda Angelique, Camila Oliveira.

Confira nossa entrevista:

Como começou a seu interesse pela música e também como começou sua trajetória como vocalista.
Meu interesse pela música começou quando vi uma dupla cantando ópera no Raul Gil quando eu tinha 10 anos e comecei a cantar, aos poucos fui conhecendo o rock e formei minha primeira banda que era cover de Therion, fiz parte de um projeto um pouco mais diferente, com músicas em português e vocal limpo e hoje estou na Angelique =)

Desde quando começou a sua carreira, em algum momento houve dificuldade em demonstrar seu trabalho, independente do motivo?
Creio que não.

Qual a sua maior referência feminina como cantora?
Tarja Turunen e Lori Lewis

O que você acredita que precisa melhorar no underground para que as bandas tenham mais reconhecimento?
União entre as pessoas. Reconhecer, mesmo que não faça parte do seu estilo de preferência, quando uma banda faz um bom trabalho.

Como você poderia definir o seu trabalho?
Um trabalho de amor, cantar é como deixar o coração e alma falarem por si.

Hoje as mulheres estão tendo mais destaque no Metal, qual a sua opinião sobre isso?
Acho ótimo! É visível o crescimento do destaque feminino no metal e acredito que a tendência é continuar crescendo.

Que conselho você daria para quem quer começar uma carreira musical?
Estudar bastante e ser persistente.

O que acha necessário para ser uma boa vocalista? Nos conte sobre como cuida da voz, que por sinal é belíssima.
Estudar e treinar bastante. Bebo bastante água e faço aquecimento vocal.

Que música poderia definir a sua carreira?
Son of the Sun – Therion

O que você falaria para a Camila do início da carreira?
Estude e continue se cuidando.

Deixe uma mensagem para os fãs e leitores da Roadie Metal.
Mesmo que tenha bandas que não sejam do seu estilo de preferência, música é música, ouça a arte das pessoas e apoie. À Roadie Metal, eu agradeço pela entrevista e todo o trabalho que está realizando conosco.

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish