Versão remasterizada de Appetite for Destruction pode não ter sido feita do tape original

by Julian Barg

Após 11 anos do incêndio nos estúdios da Universal, empresa que comprou o catálogo de muitas gravadoras importantes, um possível desastre está vindo à tona.

Inicialmente, a Universal disse ao público que apenas material duplicado tinha sido destruído no incêndio. Porém, após um artigo no New York Times que aponta para o fato de que centenas (senão milhares) de fitas originais de álbuns estavam nesse depósito, as coisas começaram a ficar assustadoras. E não só para os artistas cujo material pode ter sido atingido, como também para compradores em potencial da Universal, que pretende vender 60% da companhia (fala-se que esta venda pode ter sido o motivo do segredo, afinal, quem gostaria de saber que não receberá o que está comprando?).

Um dos álbuns que podem ter sido afetados é o grande Appetite for Destruction, do Guns N’ Roses, uma vez que parte do catálogo da Geffen Records (gravadora do Guns na época) foi vendido para a Universal. Se os tapes originais de Appetite foram realmente perdidos, então a versão remasterizada lançada em 2018 não foi feita a partir deles, e sim da masterização anterior (em outras palavras, do álbum já pronto, lançado em 1987).

Ainda não há como saber exatamente o que foi perdido, mas uma vez que isto for sendo revelado, com certeza muitas obras terão sido afetadas.

Para que fique claro: nenhum desses álbuns possivelmente afetados deixará de existir. Os tapes originais, sim, o que quer dizer que não há como fazer alterações em cada instrumento gravado separadamente, apenas fazer cópias do que já está pronto.

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish