Testament: Eric Peterson afirma que ficou “perplexo” com a morte de Neil Peart

by Giovani R. Turazi
Eric Peterson

Eric Peterson, guitarrista banda americana de thrash metal Testament, concedeu recentemente uma entrevista ao site de noticias sueco rocksverige.se, quando falou sobre a morte de Neil Peart (ex-baterista do Rush, falecido em 7 de janeiro):

Antes de tudo, sua bateria influenciou todo mundo, especialmente muitas coisas de black metal. A bateria é óbvia, mas liricamente, estava apenas levando todo mundo para outro lugar. A grandeza desse cara. Ele era o professor. Rindo de quando ele se juntou à banda, tipo, ‘que nerd’, mas depois vendo o quão profundo ele era. Acho que ele riu por último. ‘Você não sabe, mas eu vou ser o cara escrevendo todas as suas músicas.

Eu ia postar algo no Instagram , mas nem sabia o que dizer. Fiquei pasmo. Uma das minhas bandas favoritas. All The World A Stage’ [1976] … acho que eu estava na oitava série ou algo assim e lembro que meu primo Richard Ramirez [ risos ] ganhou um novo som estéreo e nós estávamos apenas começando o álbum e ouvindo o lado dois e 2112′ ao vivo. Foi como, ‘Uau, cara! Eu quero estar em uma banda’. Eu ouvia KISS e The Commodores e coisas assim, mas eu realmente não sabia em que gênero estava me metendo. Mas esse disco foi o único que me fez avançar, OK, acho que sou um roqueiro“.

Peterson acrescentou que nunca conheceu nenhum dos membros do Rush e que nunca viu a lendária banda de rock canadense se apresentar ao vivo. “Gostei muito de 2112 (1976), ‘Hemispheres’ (1978) e depois de ‘Permanent Waves’ (1980). Acho que quando eles lançaram ‘Moving Pictures’ (1981), eu ainda gravei esse disco, mas suas músicas estavam ficando mais curtas. Eu era apenas um grande fã de suas histórias, especialmente quando ‘Hemispheres’ saiu.

A entrevista na íntegra, você pode conferir no link abaixo:

https://www.rocksverige.se/intervju-eric-peterson-i-testament-3/

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish