Roger Waters: homenageando a vereadora Marielle Franco em show no Rio de Janeiro

by Flávio Farias

O lendário ex-baixista do PINK FLOYD, Roger Waters segue causando em sua turnê no Brasil. Em show realizado no estádio do Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro, na última quarta-feira, 24, ele homenageou a vereadora Marielle Franco (PSOL), que foi brutalmente assassinada junto com seu motorista, Anderson Gomes, no dia 14 de março, na capital fluminense, quando voltava de um evento.

Ele chamou ao palco a viúva da vereadora, Mônica Francisco, a irmã Anielle Franco e a filha Luyara Santos, além de ter utilizado uma camisa com os seguintes dizeres:  “Lute como Marielle Franco”.

“A gente precisa de vocês com a gente pedindo justiça”, disse a irmã da vereadora, Anielle e logo depois, Mônica puxou um coro de “justiça”, que foi acompanhada por parte da platéia. Assim como nos outros shows, parte do público vaiou. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, houve um princípio de briga na pista premium.

Um dos contrários a homenagem gritava:

“Eu paguei para ver ele cantar!”

Após a saída dos familiares de Marielle, ele tocou a música “Mother”  e no telão foi exibida a expressão “nem fodendo”, que já havia sido exibida no segundo show na cidade de São Paulo.

Semana passada, o músico já havia homenageado o instrutor de capoeira, Moa do Katende, assassinado em um bar, no dia 7, com 12 facadas, supostamente após discussão política.

Segundo a mesma reportagem da Folha, por diversas vezes parte da plateia puxou o coro “ele não”, que foi abafado pelas vaias dos simpáticos ao presidenciável Jair Bolsonaro.

Ainda sobre a apresentação no Rio, 12 crianças e adolescentes que fazem parte do projeto social EducaGente, da Associação Beneficente São Martinho, entraram no palco e fizeram o coro em “Another Brick in The Wall (part 2)”.

Este foi o antepenúltimo show de Waters em terras brasileiras, na turnê “Us + Them“. Curitiba e Porto Alegre receberão o músico nos dias 27 e 30 deste mês, respectivamente.

Recentemente, o músico agradeceu as vaias e disse que a reação foi importante para chamar atenção ao debate político proposto pelo show.

Fonte: Folha de São Paulo

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish