Roadie Metal Cronologia: Rush – Feedback (2004)

Para comemorar o aniversário de 30 anos de banda, o Rush surpreendeu e lançou o EP “Feedback” (2004) com oito covers de músicas que os influenciaram no início de carreira da banda – mais precisamente, músicas que eles tocavam nos pequenos shows antes de gravar o primeiro álbum.

Vale dizer que as músicas são executadas com tanta perfeição que um ouvinte mais desinformado pode achar que são músicas do próprio Rush.

É fato que todas elas parecem ser simples demais, se comparadas ao que a banda toca em suas composições próprias, até porque são todas dos anos 60, uma época em que a música era mais simples e crua.

Rush-in-concert

A primeira faixa é “Summertime Blues”, cover de Eddie Cochran, mas que aqui é tocada semelhante a versão feita por Blue Cheer. Geddy Lee declarou em entrevista que antes do Blue Cheer tocá-la, ele sequer conhecia a original. Aqui a banda faz o simples com muita competência, dando uma roupagem bem clássica para a faixa, lembrando a fase bem clássica do início da carreira da banda. É impressionante a simplicidade de Neil Peart, mas no modo positivo, pois aqui não temos todo aquele “malabarismo” que encanta a todos, e mesmo assim tudo é muito bem tocado.

“Heart Full of Soul” é um dos dois covers do The Yardbirds presentes no EP. Nessa primeira, grande destaque para os vocais de Lee. A música é mais calma e muito bonita, com uma base no violão que se encaixam muito bem com as guitarras mais distorcidas no refrão principalmente.

A próxima faixa é “For What It’s Worth”, do Buffalo Springfield. É outra faixa mais calma, que conta com outra performance ótima de Geddy Lee, e também vale destacar os perfeitos solos de Alex Lifeson. Uma curiosidade pessoal é que essa canção sempre me faz lembrar de “Ramble On” do Led Zeppelin.

“The Seeker”, que é original do The Who, é uma ótima faixa que teve aqui uma atenção bem especial do Rush. Nessa versão é um pouco mais pesada e Lee consegue deixar a faixa com uma identidade própria na sua voz. Uma das melhores do EP.

A música “Mr. Soul”, também do Buffalo Springfield, pode passar desapercebida, mas é outra que mesmo tocada de forma mais simples pela banda e que passa a identidade do Rush. O destaque vai mais uma vez para a bateria.

“Seven and Seven Is” é um cover de uma banda chamada Love. O legal é a forma não convencional que a bateria é tocada, além do solo de guitarra que também merece destaque.

feedback-1

Outra música que é do The Yardbirds, que lembra demais The Beatles nessa versão, é “Shapes of Things”. Música extremamente “anos 60” que ganha uma roupagem mais pesada aqui, obviamente deixando-a com a cara do Rush.

Pra fechar, temos “Crossroads”, que é originalmente de Robert Johnson, mas que aqui é tocada na versão do Cream. Assim como a primeira faixa, é um cover do cover. Essa faixa ficou perfeita na voz de Geddy Lee, parece ter sido feita para o Rush, excelente regravação.

Concluindo, “Feedback” é espetacular e foi uma ótima forma de comemorar os trinta anos de banda. Tudo é tocado com muita paixão pelos integrantes, que parecem estar se divertindo muito nas músicas, que, por sinal, foram muito bem escolhidas. É um EP que deve ser apreciado por qualquer fã de boa música, pois não apenas um compilado de covers, é uma aula de amor ao Rock ‘n’ Roll.

Formação:
Geddy Lee (baixo/vocal);
Alex Lifeson (guitarra);
Neil Peart (bateria).

Faixas:
01 – Summertime Blues (Eddie Cochran)
02 – Heart Full of Soul
03 – For What It’s Worth
04 – The Seeker
05 – Mr. Soul
06 – Seven and Seven Is
07 – Shapes of Things
08 – Crossroads

Comentários

Tags

Sobre: Marcos Gonçalves

Marcos Gonçalves

Marcos Gonçalves, 25 anos, fã de Metal e suas vertentes. Apaixonado e conhecedor de Metallica, porém acha o Pantera a melhor banda que já existiu. Heavy Metal é seu estilo favorito, mas tem a mente aberta para todas as vertentes. Atualmente trabalha na loja Beco do Disco em Taubaté, SP. A paixão pela música só aumenta e é gratificante poder passar conhecimento à todos.

Você talvez também goste...

Copyright© 2015 Roadie Metal - A Voz do Rock