Roadie Metal Cronologia: King Diamond – The Spider’s Lullabye (1995)

by Jessica Mar

Aqui está o sexto álbum de estúdio do King Diamond. Lançado em 1995, é o primeiro a ser lançado com o selo Metal Blade (ele estava na Roadrunner) e o primeiro álbum a apresentar o guitarrista Herb Simonsen, o baixista Chris Estes e o baterista Darrin Anthony.

Como de costume, os trabalhos de King Diamond eram completamente conceituais, mas The Spider’s Lullabye só tem um enredo em metade das músicas, é o primeiro álbum a não ser todo conceitual. Por mais terrível que possa ser, é difícil não se divertir ouvindo quase todos os álbuns conceituais escuros e melodramáticos de King Diamond. Se bem que é um artista que gera uma discussão, pois ou você realmente gosta, ou odeia. Talvez porque a maioria das músicas soam iguais. Pra quem não é fã ou conhece a fundo o artista, os álbuns podem parecer ‘’mais do mesmo’’.

Após o rompimento de sua antiga banda, Mercyful Fate, King começou seu trabalho solo, lançando Fatal Portrait, e então Abigail, o que é considerado um dos maiores álbuns conceituais de metal de todos os tempos. O que não é o caso de The Spider’s Lullabye, que pode ser considerado um álbum fraco. Assim como outros álbuns, este foi remixado por Andy e relançado em 2009, com uma nova arte gráfica.

Este trabalho não é um dos melhores ou mais importantes discos da carreira do King Diamond, As letras vão desde serial killers, a caça aos fantasmas, a pesadelos violentos e assustadores. A outra metade do álbum lida com um homem chamado Harry que tem a infelicidade de ter um caso terrível de aracnofobia. Harry encontra um médico para ajudar a livrá-lo do medo de aranhas, mas as sessões de tratamento rapidamente se tornam piores quando Harry é torturado com aranhas – Por isso o nome do álbum “A Canção de Ninar da Aranha”.

A versão nacional original foi lançada pela Castle Brasil e possuía como bônus uma entrevista com o King Diamond, a qual é quase impossível de ser ouvida, pois colocaram algumas passagens de músicas do álbum, no fundo da entrevista, quanto o King falava, fazendo com que não se entenda o que ele diz. Por curiosidade, essa gravadora não existe mais pois foi à falência.

É um disco apenas para os fãs do King Diamond completarem a coleção. Bem divertido, embora as letras em si não sejam tão criativas, mas eu particularmente adorei a história sobre fobia por aranhas. Uma musicalidade e composição que só King Diamond poderia criar, junto com sua voz inigualável.

https://www.youtube.com/watch?v=MadHK4vFlmE

 

Faixas:

1. From The Other Side (3:47)
2.  Killer (4:14)
3. The Poltergeist (4:27)
4. Dreams (4:37)
5. Moonlight (4:30)
6. Six Feet Under (4:02)
7. The Spider’s Lullabye (3:40)
8. Eastmann’s Cure (4:30)
9. Room 17 (8:17)
10. To The Morgue (5:00)

Formação:

King Diamond  (Vocal)
Andy LaRocque (Guitarra)
Herb Simonsen (Guitarra)
Chris Estes (Baixo)
Darrin Anthony (Bateria)

  • 7/10
    - 7/10
7/10

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish