Roadie Metal Cronologia: Avantasia – Ghostlights (2016)

by Vitor Sobreira

O que era um pomposo projeto paralelo do músico alemão Tobias Sammet no inicio dos anos 2000, com o passar do tempo acabou se tornando de fato a sua banda principal. Após lançar seis álbuns com o Edguy – à época, um nome já conhecido no cenário mundial –, Tobias lançou em julho de 2001 o debut do Avantasia, ‘The Metal Opera’. Dois meses depois, o sexto disco do Edguy, ‘Mandrake.’ também chegava às lojas. Verdade seja dita, lá se vão quase 20 anos de Avantasia e oito full length liberados (fora os singles, EPs e demais materiais) e a criatividade do alemão não demonstra desgastes!

Lançado em 29 de janeiro de 2016, pela Nuclear Blast, o sétimo álbum ‘Ghostlights’ apresenta doze composições em uma hora e dez minutos, uma ótima qualidade de produção e gravação, e também convidados inusitados, como Marco Hietala (Nightwish, Tarot) e as lendas do Hard’n’Heavy Dee Snider (ex-Twisted Sister) e Geoff Tate (ex-Queensrÿche), ao lado de figuras conhecidas ao Avantasia, como Jorn Lande, Michael Kiske e Bob Catley.

Para a arte de capa, foi convocado novamente Thomas Ewerhard (After Forever, Brainstorm, Edguy, entre várias outras), que trouxe junto aquela espécie de mascote presente em outros álbuns – nada mais do que um esqueleto usando uma cartola. Ainda visualmente falando, foram produzidos quatro vídeos (dois clipes e dois lyric) para os singles “Draconian Love”, “Ghostlights” e “Mystery of a Blood Red Rose” – esta última, além de ter ganhado uma versão de cada formato citado à cima, foi a escolhida para abrir o trabalho. Ainda sobre a mesma, o ouvinte esporádico da banda percebe a diversidade e a evolução da sonoridade ao decorrer dos anos, mas é inevitável o seu teor de acessibilidade e tendência ao comercial…

Nos aprofundando no track list, na sequencia vem “Let the Storm Descend Upon You”, e os convidados já começando a dar o ar da graça, com o inconfundível Jorn Lande sendo acompanhado por Robert Mason (Warrant – aquela famosa banda de Hard mesmo!) e Ronnie Atkins (Pretty Maids, Nordic Union), mostrando interessantes momentos mais pesados e elegantes em seus longos doze minutos. A cada música que está para chegar, vamos ficando ansiosos para ouvir cada um dos convidados e com a emocional “The Haunting” não poderia ficar por menos, apresentando um sombrio Dee Snider. Em seguida, outra surpresa: A mão pesa quase que majestosamente com “Seduction of Decay”, trazendo o agradável vocal de Geoff Tate, que educadamente fez de Tobias um mero coadjuvante neste ato – mesmo esse igualmente tendo se saindo bem, obviamente.

Você não precisa conhecer a discografia da banda pra saber que quando uma bateria veloz (de Felix Bohnke, diga-se) rasga os céus como um trovão e um escorregadio solo de guitarra (aqui, cortesia de Oliver Hartmann) o faz companhia, pra saber que Michael Kiske vem chegando na área, trazendo consigo o norueguês Jorn para a faixa título – preste atenção no seu refrão macio.

Eu me lembro de quando saiu o vídeo de “Draconian Love”, bem como estranhei Herbie Langhans cantando totalmente diferente de como conheci seu vocal no excelente Sinbreed. Impostando mais a sua voz, a deixando suavemente grave, além do título, esse fato contribuiu para o clima Gothic de uma das melhores  composições aqui. O clima misterioso paira novamente no ar através de um dedilhado arrepiante, que prepara o caminho para a pegada pesada de um Heavy Metal moderno comandado por Marco Hietala – outro convidado que havia me deixado bastante curioso – em “Master of the Pendulum”. Com as devidas alterações, creio que essa poderia ser o tipo de composição facilmente encontrado em algum álbum do Tarot.

Within Temptation pode nunca ter chamado tanto a minha atenção, mas confesso que a voz de Sharon den Adel é muito bonita e se encaixa bem nessa empreitada do nosso amigo Tobias. Em ‘Ghostlights’ ela acompanhou seu anfitrião na suave “Isle of Evermore”. Entretanto esse estado de conforto dura pouco e logo temos a animada “Babylon Vampyres” trazendo novamente Robert Mason, além do guitarrista Bruce Kulick –  que magistralmente foi o guardião das seis cordas no Kiss por mais de 10 anos. Vale lembrar, que o músico estadunidense já havia participado dos três álbuns anteriores a este. Aqui, também esbanja sua técnica em “Lucifer” e “A Restless Heart and Obsidian Skies”.

Emotivas notas de piano e um arranjo orquestrado quebram o silêncio em “Lucifer”, com Aaron Blackwell (Tobias) e Temptation (Jorn) dividindo amistosamente os vocais – amparados por um forte instrumental. Entretanto, os últimos instantes não tardam a chegar, e também encerrando suas participações estão Kiske e Atkins no Metal poderoso e tradicional de “Unchain the Light”. O ponto final fica por conta de “A Restless Heart and Obsidian Skies”, com outra voz marcante, a de Bob Catley (Magnum, solo), que desde o segundo álbum abrilhanta o som do Avantasia. Ao contrário da abertura, essa composição foi realmente feita para o (épico) encerramento, de um dos marcos da banda.

Acredito, pelo menos,  que Tobias Sammet nunca quis provar nada a ninguém e não vai ser agora que o precisará fazer. Pode ser um pouco tarde para escrever isso, mas nunca restou dúvidas que o Avantasia, desde o início, foi muito mais do que um mero projeto… Veio realmente pra ficar e merece receber os aplausos de seus expectadores!

Formação:
Tobias Sammet (vocal – como ‘Aaron Blackwell’ -, baixo e teclado [adicionais])
Sascha Paeth (guitarra, baixo e teclado)
Michael Rodenberg  (teclado e orquestrações)

Participações Especiais:
Bruce Kulick (guitarra solo – faixas 09, 10 e 12)
Oliver Hartmann (guitarra solo – faixas 02, 05, 09 e 11)
Felix Bohnke (bateria)

Herbie Langhans (vocal, como ‘Eclipse’ – faixa 06)
Robert Mason (vocal, como ‘Scientist I’ – faixas 02 e 09)
Dee Snider (vocal, como ‘Nightmare’ – faixa 03)
Geoff Tate (vocal, como ‘Scientist II’ – faixa 04)
Marco Hietala (vocal, como ‘The Watchmaker’ – faixa 07)
Sharon den Adel (vocal, como ‘Muse’ – faixa 08)
Michael Kiske (vocal, como ‘Mystic’ – faixas 05 e 11)
Ronnie Atkins (vocal, como ‘Magician’ – faixas 02 e 11)
Bob Catley (vocal, como ‘Spirit’ – faixa 12)
Jørn Lande (vocal, como ‘Temptation’ – faixas 02, 05 e 10)

Faixas:
01. Mystery of a Blood Red Rose
02. Let the Storm Descend Upon You
03. The Haunting
04. Seduction of Decay
05. Ghostlights
06. Draconian Love
07. Master of the Pendulum
08. Isle of Evermore
09. Babylon Vampyres
10. Lucifer
11. Unchain the Light
12. A Restless Heart and Obsidian Skies.

9
9/10

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish