Resenha: Acervo – Submergir/Emergir (2019)

by Renan Soares

Após passar por uma pausa de um ano pouco, a banda recifense Acervo, oriunda do bairro da Iputinga, zona oeste do Recife, lançou nessa última sexta-feira (25/10), seu mais novo EP intitulado “Submergir/Emergir”, três anos após o “Atordoado”, de 2016.

Nesse novo trabalho, que apresentou duas músicas inéditas (sendo as faixas-títulos do EP), a banda utilizou como temática a questão da depressão, conscientizando as pessoas sobre essa doença que assola muitos no mundo.

Como o titulo do trabalho já sugere, nas duas faixas são mostrados os “dois lados da moeda” da situação, começando com o “Submergir”, onde a pessoa se encontra em desespero, sentindo apenas como estivesse se afundando, e encerrando com o “Emergir”, onde a pessoa encontra forças para se reerguer.

Justamente por conta da temática, a sonoridade não tem a mesma pegada do “Atordoado”, que é pesado em seu todo, adotando algo que lembra bastante bandas como Fresno, Scalene, e outras do gênero. Mas também ouve-se algumas linhas de Breaking Benjamin ali pelo meio.

Ambas faixas são boas, a banda atingiu bem seu objetivo nas duas, tendo um bom trabalho de sonoridade e melodia. Mas, a mixagem poderia ter deixado o som muito mais limpo como ele deveria ser, ainda mais levando em questão toda a ideia do EP.

De qualquer forma, nesse novo trabalho, a Acervo carimbou bem sua volta, mostrando está entrando assim em uma nova fase, contando também com uma nova formação.

Nota: 9

TRACKLIST:

  1. Submergir
  2. Emergir

FORMAÇÃO:

  • Tiago Fagundes (vocal, guitarra e bateria)
  • Thyago Lobo (guitarra)
  • Luiz Miqueli (guitarra)
  • Emmanoel Neto (baixo)

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish