Quintessente – Songs from Celestial Spheres (2017)

Coloquei uns três álbuns para rodar enquanto executava um trabalho e eis que um deles começa a me chamar a atenção pois vinha apresentando algumas belas melodias e uma alternância muito criativa e cativante entre vocais guturais, partes cantadas e sinfônicas notas de um belo vocal feminino. Parei o que estava fazendo para ver qual era a banda e me surpreendi em saber que este trabalho é de um quinteto carioca. É trabalho nacional galera!

A capa de Songs from Celestial Shperes, do Quintessente, é muito bonita, combinando com a proposta da banda que é apresentar um Metal sinfônico misturando estruturas de Doom e Black Metal. As linhas vocálicas, teclados e alguns riffs são magistralmente lindíssimos. Alguns me emocionaram e arrepiaram “literalmente” minha espinha. É um som intenso e profundo. Outro destaque é o belo logotipo que a banda carrega e que tem uma personalidade muito bacana.

Musicalmente vocês precisam parar e ouvir o álbum do início ao fim, porque ele é muito bem gravado, mixado e as músicas estão muito bem estruturadas. Todas as faixas são muito boas.  É perceptível que tudo foi feito cuidadosamente, pensado em cada nota, em cada melodia. É um trabalho que tem forte sensibilidade e aflora emoções muito intensas com suas partes entre a fúria e a calmaria. Se eu tiver de destacar uma faixa, é “Essente”. Não é a melhor do trabalho, mas é a que mais me encantou.

André Carvalho, vocalista, mostra bastante versatilidade e qualidade vocal. Com o apoio do vocal feminino da tecladista Cristina Müller, o Quintessente demonstra que vem para se firmar como uma das maiores bandas no estilo dentro do Brasil e com grande potencial de atingir patamares internacionais frente aos grandes nomes do segmento. Recomendadíssimo do início ao fim.

Faixas

The Belief of the Mind Slaves
Delirium
A Sort of Reverie
My Last Oath
Essente
Eyes of Forgiveness
L’Eternità Offerto
Unleash Them
Reflections of Reason
Matronæ Gaia (Chapter II)

Formação

André Carvalho – Vocal
Cristiano Dias – Guitarra
Cristina Müller – Teclado/ Vocal
Leo Birigui – Bateria
Luiz Fernando de Paula – Baixo

Compartilhe:

Tags

Sobre: Umberto Miller

Umberto Miller

Umberto Miller é um santista apaixonado por metal desde que roubou os álbuns do Nirvana dos seus primos aos 12 anos. Entrou para faculdade de Jornalismo visando seguir carreira no jornalismo musical, mas desistiu pois se apaixonou pela fotografia e pelo design. Hoje, atua como Designer Gráfico e Social Media freelancer, fotografa bandas de rock como hobby e sente-se como um pseudo músico-jornalista frustrado. Admirador de diversos estilos dentro do rock/metal. Coleciona bandas ao redor do mundo e é viciado em novas sons de hard rock e metal.

Você talvez também goste...

Comentários

Siga-nos!

Comentários Recentes

Siga-nos os bons!