Lamb of God: “você se torna uma boy band se escreve música para agradar aos outros”, diz Randy Blythe sobre letras

0
5

Em recente entrevista ao programa de rádio Full Metal Jackie, Randy Blythe, líder do Lamb of God , falou sobre como ele e seus colegas de banda conseguem criar novas idéias para cada novo álbum.

Ele enfatizou que as ideias seguem perspectivas pessoais e nunca foram exclusivamente para agradar fãs da banda:

“No que diz respeito às expectativas de nosso público, isso nunca me vem à cabeça, porque eu escrevo letras para um cara, e esse sou eu , e não para minha esposa, nem para minha família ou meus amigos. Eu escrevo letras para mim. Eles são minha expressão. Porque se esse for o caso, se você começar a escrever para apaziguar os fãs ou começar a fazer o que os fãs querem, então você se tornará basicamente uma boy band e poderá ir em frente e fazer com que um produtor desça de Hollywood e um compositor que dirá: ‘Oh, os fãs realmente gostaram disso e daquilo’ e começaram a escrever coisas para você. E então é falso – não é mais arte”, destacou.

Até agora em uma carreira profissional, a pressão para se adaptar às expectativas dos fãs não é ago que Blythe se preocupa. 

“Portanto, tanto quanto atender a algum tipo de expectativa ou não sair da caixa ou algo assim, isso nunca foi uma preocupação minha. Eu simplesmente não me importo. Contanto que eu goste do disco no final do dia, o que eu faço muito, então eu posso ir para a cama com a consciência limpa, porque fui fiel a mim mesmo e fiz o que eu queria fazer, que é fazer músicas que eu gosto “.

O álbum auto-intitulado de Lamb of God será lançado em 8 de maio pela Epic Records . O novo trabalho inclui participações especiais de Jamey Jasta (Hatebreed) e Chuck Billy (Testament).