Lamb Of God: Randy Blythe defende a retirada das estátuas de confederados em Richmond e diz que elas devem ser colocadas em museus

by Maria Clara Goé

Durante uma entrevista com a “Tv The Hundreds“, o vocalista do Lamb Of God, Randy Blythe falou sobre os atos em Richmond, sua cidade natal, onde várias estátuas estão sendo removidas das ruas, incluindo as estátuas dos confederados.

A retirada das estátuas começou na quarta-feira passada, e a decisão foi tomada após os protestos contra o racismo que estão mobilizando os EUA.

“Eu acho que é importante reconhecer quando e por que esses monumentos foram montados, porque há essa falsa narrativa de que, no final da Guerra Civil, a Confederação colocou todos esses monumentos. A maioria desses monumentos foram erguidos durante a era Jim Crow, quando as leis segregacionistas foram efetivadas. E foram colocadas lá para consolidar a posição dos brancos em nossa sociedade, particularmente no sul. Acho muito interessante, para mim, o maior monumento é Robert E. Lee, na Monument Avenue, e que o próprio Robert E. Lee era muito contra erguer tais monumentos; em várias ocasiões diferentes, ele falou contra. Ele disse: ‘Acho que devemos tentar remover esses lembretes de conflitos civis para que as pessoas possam se curar’. Mas com Jim Crow e a necessidade – agora que os escravos são ilegais – de manter os negros em uma posição subserviente, tanto física quanto economicamente, eles erguem esses grandes monumentos”.

Randy também continuou explicando o seu posicionamento para a retirada das estátuas:

“Os monumentos são mantidos. Dólares de impostos pagam para iluminá-los. Eles pagam pela manutenção. Eles pagam pela polícia no momento que os protege. Isso é dólares de impostos das pessoas. Richmond é uma maioria – não é uma grande maioria – mas uma comunidade afro-americana majoritária. Para muitas dessas pessoas na comunidade afro-americana, quando elas veem esses monumentos desses generais confederados, é apenas um lembrete de que todo o caminho está voltado para o motivo pelo qual a comunidade afro-americana está aqui em primeiro lugar, o que é escravidão. Richmond possuía o segundo maior mercado de escravos dos Estados Unidos; o primeiro era em Nova Orleans”.

Outro assunto discutido durante a entrevista, foi sobre os protestos nos EUA após o assassinato de George Floyd pela polícia:

“As coisas que estão acontecendo agora, não se trata apenas de um homem em Minnesota ser sufocado até a morte – isso é uma coisa acumulada e está sendo construída. Acredito – é minha convicção pessoal – que as estátuas devem ser preservadas. Não onde estão, nesta posição glorificada na Monument Avenue. Mas acho que devem ser armazenados e talvez possam estar em uma exposição de museu ou algo assim, para que as pessoas possam entender esse momento”.

FONTE: Blabbermouth

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish