Judas Priest: segundo Whitfield Crane, vocalista teria sido convidado a entrar na banda

by Alexandre Temoteo

Whitfield Crane, vocalista do Ugly Kid Joe, disse que ele já foi convidado a se juntar ao Judas Priest. O aparente improvável fato quase chegou a se tornar realidade em meados dos anos 90, enquanto o Priest procurava um substituto para o cantor de longa data Rob Halford. Rob deixou a banda em 1992, citando seu desejo de buscar projetos externos. O Priest recrutou o vocalista Tim “Ripper” Owens em 1996 e lançou dois álbuns de estúdio, “Jugulator”, de 1997, e “Demolition”, de 2001, antes de se reunir com Rob em 2003.

Questionado em uma nova entrevista ao Metal Rules, se ele já foi abordado por alguma “banda realmente grande” sobre se juntar a eles, Crane disse: “Judas Priest. Foi quando o Glenn Tipton estava fazendo seu ‘Baptizm Of Fire” “(álbum solo de 1997), e eu levei Shannon Larkin, então baterista do Ugly Kid Joe, para tocar nele. Ele tocou duas músicas e substituiu alguns bateristas muito fodas. Glenn puxou Shannon e eu para o lado e disse: ‘Vocês podem fazer o show do Priest se quiserem. E Shannon e eu estávamos quase no Priest. Quer dizer, nós amamos o Priest. E perguntamos: ‘Ah!’ E tudo o que eu disse foi o seguinte: ‘Diga de novo’. E Glenn é um maldito brilhante – quero dizer, ele diz: ‘O que você quer dizer com’ diga de novo ‘?’ ‘Não basta dizer uma vez?’ E ele é como, ‘Você pode ter a porra do show do Priest, cara.’ E, bem, eu estava pensando, não podemos aceitar, porque você não pode ser Rob Halford, você não pode ser David Lee Roth. Seria legal, e considerando meu amor pelo Priest, que é imenso, teria sido legal fazer isso, mas não realmente. Não é uma boa jogada. Mas tocar com Tipton e conhecer esses caras – quero dizer, esses são meus malditos heróis. Judas Priest, quero dizer, foda-se. Mas cara, Priest da velha escola, Jesus, Deus. Então, sim, fui oferecido ao Priest, naquela época. Nunca disse isso a ninguém.”

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish