Entrevista – Angelus Apatrida: vocalista fala sobre a vinda ao Brasil e a comemoração de 20 anos da banda

by Daniela Farah

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Quase completando 20 anos de banda, o Angelus Apatrida resolveu fazer sua primeira turnê no Brasil. Os espanhóis já haviam tocado antes, em 2016, na cidade de São Paulo, e dessa vez marcaram seis shows no paí:, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Santos, Bueno Brandão, em Minas e São Paulo. Eles se apresentam em Curitiba, no Hangar – A Casa do Ócio, no dia 12 de dezembro, e o vocalista, Guillermo Izquierdo, concedeu uma entrevista exclusiva para a Roadie Metal.

O vocalista Guillermo Izquierdo e o baterista Víctor Valera em frente ao Hangar – A Casa do Ócio. Fotografia: Angela Missawa.

É a primeira vez de vocês aqui no Brasil?

Guillermo Izquierdo: Esta é a segunda vez, mas na primeira vez que tocamos aqui faz uns três anos, eu acho, mas foi só um show, em São Paulo. Então é a primeira vez numa turnê brasileira.

Angelus Apatrida em Curitiba. Fotografia: Angela Missawa.

E como tem sido essa primeira turnê?

Guillermo: Como é a nossa primeira turnê aqui, nós somos uma banda muito nova no Brasil, então estamos tocando em pequenos clubes e está muito divertido até então. Nós estamos em turnê com o Hatefulmurder, que é ainda mais divertido porque eles são realmente muito legais e muito engraçados e tudo está bem.

Lá fora vocês tocam em grandes festivais, como o Rock Fest Barcelona e Wacken Open Air e aqui em clubes do underground. Como é essa diferença?

Guillermo: A coisa principal é que somos uma banda grande na Espanha, então tocamos em grandes espaços, e claro, tocamos em grandes festivais na Europa, mas no resto do mundo nós somos novos, então tocamos em pequenos clubes e amamos isso, nós amamos tocar em pequenos clubes do underground, descobrir novos lugares, novas bandas e, claro, novas pessoas. Faz parte disso, ficar de olho no underground. Nós temos um pequeno reinado na Espanha (risos), e é uma grande diferença, mas essa é a mágica dos dois lados.

Guillermo Izquierdo no show do Angelus Apatrida no Hangar. Fotografia: Angela Missawa.

Vocês lançaram um álbum ano passado. Quais os planos para o futuro? Já estão trabalhando em um novo material?

Guillermo: Nós estamos trabalhando em um novo material para o próximo ano. Eu não sei o que vai acontecer, mas ano que vem é o 20° aniversário da banda. Sim, nós começamos em 2000, éramos muito novos. Mas vai ser 20 anos tocando junto, então queremos fazer alguma coisa especial, algo como um novo lançamento. Não sei como vai ser, mas estamos trabalhando num novo material, em novas canções, e está muito legal, tenho que dizer. Nós temos vários shows marcados para 2020, por toda a Europa, muitos festivais e algumas turnês.

Angelus Apatrida no Hangar. Fotografia: Angela Missawa.

Então vocês estão preparando uma super comemoração?

Guillermo: Sim, eu acho que vai ser o ano mais calmo até agora, mas vai ser um marco, um novo começo, algo assim. Quer dizer, vai ser 20 anos, mas esperamos continuar trabalhando por mais 20 anos, então talvez quando tivermos com 40 anos podemos ter uma outra conversa e ver como estaremos até lá. Nós estamos muito animados com isso.

Quer saber como foi o show do Angelus Apatrida, com Atrocitus e Hatefulmurder? Clique aqui.

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish