Aumenta o Som Aí #36: Mother Love Bone

by Helton Grunge

Hoje é dia de Aumenta o Som Aí! Se você ainda não conferiu as matérias anteriores e conheceu as bandas que já falamos aí, vai lá na busca do site e procura por Aumenta o Som Aí! Não deixe de conferir! Tem muita banda boa para você conhecer!

Aumenta o Som Aí é um quadro que visa fazer matérias sobre bandas da cena underground e abrir portas para as mesmas. Antes este quadro fazia parte do Roadie Metal Indica, porém, devido a algumas mudanças e segmentações, este quadro fica exclusivo para apresentar bandas que já tenham algum material lançado e que queiram apresentá-lo. Na matéria de hoje você conhece o som de Mother Love Bone.

Diferente de outras bandas da série, que costumam ser bandas do underground nacional e que ainda estão em atividade, desta vez vamos falar de uma banda underground do final dos anos 80, mas dos EUA. A banda acabou tendo seus trabalhos encerrados em 1990 por causa de uma fatalidade, o que é uma pena, pois se tratava de uma banda muito promissora. Então vamos conferir.

Mother Love Bone é uma banda de Rock Alternativo que teve seu início em Seattle no ano de 1987 e encerrou as suas atividades em 1990, um período muito curto para uma banda com grande potencial. A banda surgiu após o término de duas bandas também de Seattle: Green River e Malfunkshun. Do Green River saíram os músicos Stone Gossard e Jeff Ament e do Malkfunshun saiu o vocalista Andrew Wood; assim, junto de mais dois amigos, estava formada a banda Mother Love Bone.

Mother Love Bone era uma banda underground de Seattle e que teve seu fim após a trágica morte de seu exótico vocalista Andrew Wood, vítima de overdose de heroína. A banda estava prestes a lançar seu primeiro álbum e era considerada promissora, com músicas interessantes, agressivas e com ótimas melodias. O grupo possuía características marcantes da juventude e do Rock Alternativo que entrou em evidência na região pouco tempo depois. A banda, sem dúvidas, ajudou a moldar a sonoridade de toda uma cena que estava acontecendo na cidade e que, pouco tempo depois, acabaria tornando-se um grande sucesso: o Grunge.

O único álbum do Mother Love Bone teve o nome de Apple (1990) e contava com as letras marcantes do extravagante vocalista Andrew Wood. A banda era bem conhecida no cenário underground e o vocalista era muito querido no meio musical.

Andrew Wood era exótico e muito carismático. Seus amigos tinham certeza de que ele seria um Rock Star tal era sua dedicação e sua desenvoltura para compor e para cantar. O frontman era um rapaz tímido e, com essa desculpa, começou a beber e a usar drogas desde cedo para lutar contra esta timidez. Chegou a ser internado em clínicas desde muito novo, mas um dia não sobreviveu ao vício, sendo vencido pelo mesmo em 1990, após uma overdose de heroína.

Wood era fã de Elton John e de Rock and Roll desde cedo. Seu passatempo preferido na infância era ouvir discos, principalmente o Alive (1975) da banda Kiss. Além de cantar, ele tocava piano e contrabaixo. Quando seu amor pela música começou a tornar-se mais intenso e percebeu que era isso que queria fazer da vida, ele começou a compor muito, compulsivamente, criando assim um ótimo trabalho que seria apresentado em sua banda.

Mother Love Bone era formada por Stone Gossard e Bruce Fairweather nas guitarras, Jeff Ament no baixo, Greg Gilmore na bateria e Andrew Wood nos vocais. Assim como várias bandas daquela cena, eles conseguiam unir o peso e a levada do Heavy Metal e do Hard Rock à agressividade do Punk, colocando o olhar da juventude da época, a angústia de uma geração consufa como temas centrais das composições. Outras bandas também ali da região faziam um trabalho muito bom e com a sonoridade próxima. Todas elas tinham um ideal que se diferenciava das temáticas de bandas que estavam no mainstream nos anos 80, talvez por isso a imprensa abriu os olhos para a cena de Seattle e percebeu que o movimento que acontecia ali poderia render muitos trabalhos interessantes.

Antes de lançarem seu álbum, a banda acabou lançando um EP chamado Shine em 1989 pela gravadora Geffen Records. Ele possuía apenas 4 faixas, confira a tracklist abaixo:

01 – Thru Fadeaway
02 – Mindshaker Meltdown
03 – Half Ass Monkey Boy 
04 – Chloe Dancer/Crown of Thorns
 – na versão em CD havia uma faixa bônus chamada “Capricorn Sister”)

Logo o trabalho chamou a atenção do público da cena underground, principalmente pelo carisma e pelas letras de Andrew Wood. O vocalista, aliás, era considerado um hippie da época pois, além de muito carismático, suas composições tratavam sempre de mensagens de compreensão, paz e amor, não deixando de lado o lado mais obscuro das drogas e a junção delas com o sexo e o Rock and Roll.

O único álbum lançado pela banda chama-se Apple e conta com 13 faixas. São elas:

01 – This Is Shangrila
02 – Stardog Champion
03 – Holy Roller
04 – Bone China
05 – Come Bite the Apple
06 – Stargazer
07 – Heartshine
08 – Captain Hi-Top
09 – Man of Golden Words
10 – Capricorn Sister
11 – Gentle Groove (disponível apenas em CD)
12 – Mr. Danny Boy
13 – Crown of Thorns

Chirs Cornell, vocalista das bandas Soundgarden e Audioslave, era muito amigo de Andrew Wood. Quando sua morte cerebral foi decretada pelos médicos no hospital, sua namorada pediu para que esperassem que o líder do Soundgarden aparecesse para se despedir do amigo antes de desligarem os aparelhos.

Após a morte de Andrew Wood, Chris Cornell junto de Stone Gossard (Mother Love Bone), Jeff Ament (Mother Love Bone), Mike McCready e Mat Cameron (baterista do Soundgarden) lançaram um álbum como forma de tributo ao amigo. O supergrupo chamava-se Temple of the Dog e lançou seu álbum auto intitulado em 1991. Um amigo da banda indicou um conhecido que morava em San Diego, na Califórnia, para participar do projeto; seu nome era Eddie Vedder. O músico participou cantando ao lado de Chris Cornell em uma das faixas do álbum. Após o fim das gravações deste trabalho, os músicos Stone Gossard, Jeff Ament e McCready se juntaram a Eddie Vedder e formaram o Pearl Jam.

Gastão Moreira em seu Canal no Youtube chamado Kazagastão falou um pouco sobre a banda Mother Love Bone. Aliás, Gastão Moreira foi um dos primeiros VJ’s da MTV Brasil, um grande entendedor de música no país. Confira abaixo.

Nem todos sabem da história do Pearl Jam e desta banda que foi o início de tudo chamada Mother Love Bone. Claro que se ela não tivesse chegado ao fim tão cedo, talvez o Pearl Jam não existisse; certamente o ótimo tributo chamado Temple of the Dog também não. Mas é difícil não pensar na possibilidade da banda de Wood ter feito sucesso (e tudo caminhava para isso na época) e feito parte de forma mais ativa história da música na década de 90. Vale a pena conferir o trabalho e saber como tudo era no início.

Claro que a pegada de Wood não era a mesma que Vedder implementou em seu trabalho (ambos são os compositores de seus trabalhos no que se refere a letra e melodia), mas a ideia é próxima e o instrumental tem grande influência um no outro. Com certeza Mother Love Bone é uma ótima banda que, por causa de uma fatalidade, acabou ficando esquecida na história, deixando apenas poucos registros para os amantes do Rock and Roll.

You may also like

EnglishItalianJapanesePortugueseSpanish